Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Candidatos a vereadores...

por Holden, em 31.10.11
Que o ano de eleição é um grande espetáculo de mico, isto ninguém tem dúvidas. Teremos candidatos de todos os tipos: cômicos, engraçados, desajeitados e aqueles que acreditam que ainda podem enrolar por muito tempo o eleitor.
 Priscila Camburão, pré-candidato(a) a veredor(a)

A safra é boa e aproveitando o aumento do numero de vereadores em relação a atual legislatura que passa para 21, 8 vagas a mais, o que fez aumentar também a fé daqueles que acreditam que agora vai!

O temos visto ainda uma grande falta de experiência politica e no atual quadro observamos que muitos pré-candidatos serão escadas para outros, principalmente aqueles que tem mandatos e um coeficiente importante de eleitores.

A maior expectativa será quanto aos candidatos da imprensa que dispõe de boas aparições diárias na tv local e uma boa extratégida sensacionalista, assistencialista e em outros casos até uma boa comédia, é o ciclo criado pelo apresentador e ex-deputado, resta saber se quem usa a tal tática eleitoreira terá o sucesso transformados em votos.
Luzia Sousa, apresentadora e pré-candidata a vereadora

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

GREVE!!!

por Holden, em 31.10.11
Apesar dos rumores e a nota de policiais militares afirmando o inicio da greve para o dia 7, pouco se houve comentar sobre o caso. Além dos interessados, nem uma autoridade, nem vereador, nem deputado tocaram no assunto. O certo é que se a greve se concretizar nosso único apego a segurança estará esquartelado. Suas reinvidicações são direitos, isto ninguém discute, mas o Estado que tende a render-se ou não a esta negociação deve ser breve e não deixar que o problema se agrave, isto quando o principal penalizado passa a ser a sociedade, esta com poucas alternativas, as vezes paga e sem chances de resarcimento pelos desvios e autoritarismo do Estado.

Esperamos que não seja necessária a paralisação da PM, mas se for, corram! Pois precisaremos ficar enjaulados em nossas próprias casas, a mercê do lixo-humano, que são os bandidos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:58

Por Widevandes Sousa



DICAS DE SEGURANÇA PÚBLICA



Nobre cidadão maranhense e residentes ou em trânsito neste querido Estado do Maranhão,


Para o dia 08 de Novembro de 2011, está prevista uma manifestação por parte dos Policiais e Bombeiros Militares do Maranhão, POR TEMPO INDETERMINADO, pela dignidade humana desta classe de trabalhadores, que encerra-se-á apenas com a aprovação dos 05 (cinco) íntens a seguir:


a) Aprovação de uma emenda à lei orçamentária do ano de 2012, que garanta a reparação das perdas salarias que ultrapassam a casa dos 60% (sessenta por cento), tomando o caso dos Soldados por exemplo, mais de R$1.220,00 (hum mil e duzentos e vinte reais), mensalmente.


b) Aprovação do Código de Ética, uma lei adequada às condições atuais democráticas e sociais brasileiras, em substituição ao famigerado, provincial, medieval e ditador Regulamento Disciplinar do Exército - RDE, aplicado para disciplinar os militares no Maranhão.


c) Aprovação de uma Lei de regulamentação da nossa carga horária de serviço.


d) Aprovação do adicional noturno.


e) Aprovação das mudanças na Lei de promoção que garantirão as promoções merecidas pelos militares.


Esta manifestação acarretará a paralisação das atividades normais dos militares em todo o Estado e, por isto, se faz necessário que a população tome algumas medidas preventivas de segurança no dia-a-dia, em quanto perdurar a tamanha falta de responsabilidade do Governo Estadual com a segurança pública.


Antes de deixar as dicas, para que o nobre cidadão entende melhor o que se passa, esclarecemos que estamos em negociação dos ítens acima exposto com o Governo desde o início do ano de 2011, enão obtendo respostas satisfatórias e com a aproximação da votação da Lei Orçamentária Estadual para o ano de 2012, que não contém nenhuma previsão de recursos que possa garantir a devida correção salarial anual e as perdas que temos, perdemos as esperanças de obtermos êxito pela via do diálogo e estipulamos um prazo de até o dia 08 de Novembro de 2011, para que as devidas providências que nos garantam mais dignidade sejam tomadas.
Não gostaríamos de ter chegado a este ponto e, desde já, lamentamos pelos transtornos e pedimos a compreenção e colaboração de todos.


As dicas:


1) Mesmo que o momento exija cuidados, não se precipite. Comprar uma arma, por exemplo, pode ter conseqüências trágicas.


2) Em caso de assalto ou sequestro:


Procure manter a calma diante de uma arma, mesmo que isso pareça difícil. O bandido está sempre mais nervoso do que a vítima, mas, em geral, não tem a intenção de matar.


Não reaja, nem tente fugir. Forneça o que exige o criminoso. Assim, o tempo do roubo será menor.


Não faça movimentos bruscos e procure alertar o assaltante dos gestos que pretende realizar, como pegar uma carteira, por exemplo.


Tenha consciência de que há possibilidade de existir outra pessoa dando cobertura ao crime.


3) No trânsito:


À noite, em semáforos, fique atento ao retrovisor e mantenha o veículo a uma distância razoável do carro da frente. Essa providência facilitará o arranque em caso de emergência.


Não deixe o carro estacionado na rua, principalmente durante a madrugada. Procure deixá-lo próximo a locais vigiados durante todo o dia e noite.


Evite ficar sozinho em pontos de ônibus isolados, especialmente noite.


Saiba de cor a placa do seu automóvel Utilize travas de segurança e alarme no carro.


Ao descer, leve com você embrulhos, bolsas, pacotes e roupas, assim como documentos do carro.


Esteja atento a cotoveladas, empurrões ou conversas banais nos coletivos. Essas atitudes podem significar o início de um crime.


Evite namorar ou ficar conversando dentro do carro à noite.


Acostume-se a trancar as portas e não deixar as janelas abertas.


Em ônibus com poucos passageiros, sente-se próximo ao motorista.Separe o dinheiro da passagem, para não mostrá-lo na hora de pagar.


4) Em casa:


Quando chegar ou sair de casa, fique atento. Essas são as ocasiões mais propícias para roubos e seqüestros. Se desconfiar, aguarde, dê uma volta no quarteirão e chame alguém para lhe acompanhar.


Marque hora com as pessoas que farão serviços em sua casa; exija sempre identificação e nunca as deixe sozinhas. Guarde em local seguro as notas fiscais de série de seus bens (TV, som, vídeo, relógios).


Ao sair, certifique-se de que as portas e janelas voltadas para áreas externas estão trancadas, inclusive a garagem.


Procure conhecer seus vizinhos - onde trabalham, telefones, hábitos, horários de saída e chegada.


Selecione criteriosamente os prestadores de serviço de sua residência, com referências anteriores.


Instale grade nas janelas, olho mágico e trancas nas portas.


Não forneça dados pessoais por telefone e oriente os empregados para que façam o mesmo.


Ao viajar, suspenda a assinatura de jornais e revistas e solicite a uma pessoa de confiança que pegue suas correspondências.


As crianças devem ser orientadas para não abrir a porta para estranhos e nem trazê-los para casa sem autorização.


Mantenha o controle das chaves de sua residência, só fornecendo cópias para pessoas de confiança.


5) Em vias públicas:


Bolsas devem ser conduzidas na frente do corpo, com as alças firmemente seguradas.


Em trechos escuros ou desertos, prefira o ponto da calçada mais próximo da rua.


Não use carteira nos bolsos de trás.


Não transporte somas elevadas, jóias ou outros valores. Se você achar que está sendo seguido, atravesse a rua ou entre em algum estabelecimento.


Evite utilizar caixas eletrônicos, principalmnete isolados.


Ao retirar dinheiro do banco, guarde-o cuidadosamente em lugar discreto.


Não conte o valor em público.


Se perceber que está sendo seguido por alguém, aja com naturalidade e entre em qualquer lugar público.


Carregue seu celular da maneira mais discreta possível.


Não ande com todos os seus documentos ou todos os seus cartões de crédito, se não houver extrema necessidade.


6) Atenção especial às crianças:


Quando forem a locais de grande concentração, coloque nos seus bolsos os seguintes dados: tipo sangüíneo e possíveis alergias a medicamentos. Essas informações serão necessárias no caso da criança se perder ou de um eventual acidente.


Oriente-as para andar em grupo no trajeto da escola ou em caminhadas e passeios.


Não permita que elas andem sozinhas.


Lembre-as para não aceitar presentes ou convites de estranhos.


Conquiste a confiança de seus filhos. Esclareça sobre os riscos de usar drogas.


7) Diminua os riscos de incendio:


Fique atento: vazamento de gás, problemas na rede elétrica e até cinzeiros podem provocar fogo.


Utilize o botijão na posição vertical (em pé).


Não deixe botijões de gás em contato direto com o fogão ou em local sem ventilação.


Quando instalar o seu botijão, teste-o com espuma de sabão para verificar se há vazamento. Caso haja formação de bolhas, indicando saída de gás, troque-o imediatamente. Se não conseguir resolver o problema, procure, rapidamente, orientação da compania de fornecimento de gás.


Não ligue mais de um aparelho elétrico simultaneamente na mesma tomada.


Muitos incêndios ocorrem por sobrecarga elétrica.


Ao sentir cheiro de gás, evite ativar qualquer fonte de calor: não acenda luzes, apague cigarros e bocas de fogão. - Abra as portas e janelas para ventilar o ambiente.


Nunca deixe uma panela no fogo ao sair da cozinha.


Acenda 1º o fósforo, depois gire o botão do fogão.


Esparmos que o governo apresente-se para cumprir com suas resposnabilidades e todas as nossas expectativas em realizar esta manifestação sejam colocadas por terra antes do dia 08 de Novembro de 2011.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00



Nesta manhã de sábado aconteceu em Imperatriz, no plenário da câmara, a conferência municipal dos camaradas comunistas. O assunto segundo os próprios, é a eleição da comissão provisória e a conjuntura politica do partido nas três esferas.


Mas... Na ultima semana o que mais foi falado no noticiário nacional foi o escândalo de corrupção envolvendo o ministério do Esporte, este que é comandado a muito tempo pelos comunistas.


Com a saída do ministro da tapioca Orlando Silva (Has Comunista) , Dilma tenta acalmar o governo que já teve 6 ministros derrubados por conta da herança maldita deixada por Lula.


Mas o assunto que compromete inteiramente a nossa cidade, é o caso do PC do B almejar a cadeira do executivo com seu pré-candidato Edimilson Sanches que antes pertencia a um partido que diverge inteiramente em questões ideológicas. O PSDB, antigo partido de Sanches caminha um pouco mais dentro da realidade. Mas como na politica não necessitamos mais de pensamentos ou raciocínios comuns ou dentro da normalidade sigamos em frente.


Assim segue o funeral ideológico Comunista, que realmente pregava a divisão das fatias. O rico dividindo com o mais pobre, quem sabe assim todos um dia teria a mesma parte. Mas será se as ONGs e seus diretores que partilhavam entre sí os milhões do programa Segundo Tempo poderia dividir essa tão honrosa fatia conosco?


O importe é! Rolou ou não rolou na reunião dos camaradas o assunto dos bastidores da semana, a corrupção dentro do Partido Comunista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:28

A existência da rede social como mais uma forma de comunicação nas mãos do cliente só amplifica a urgência de estar preparado para usar este canal a favor da empresa

“Por que os consumidores se expõem à exaustão na internet? Pra quê serviço secreto se hoje é possível saber tudo sobre todos nas redes sociais?”, brincou o jornalista William Waack ao abrir o painel “Os limites do engajamento. Por que os consumidores se expõem à exaustão nas redes sociais e desconfiam das empresas?”, no segundo dia do Congresso Nacional das Relações Empresa-Cliente (Conarec).

Respondendo à questão proposta pelo Conarec, Michel Sarkis, presidente da Contax, acredita que conquistar a confiança do consumidor é fundamental. “Se trabalharmos para levar a informação ou a solução quando ele precisa, vamos reduzir a questão da desconfiança, seja qual for o canal que ele tenha usado para falar com a empresa, e até reduzir o risco de denegrir a imagem de uma companhia”, afirmou.

Nesse contexto, tratar o consumidor de forma a ganhar tempo para dar uma resposta que ele pede é um erro. “Hoje se fala muito de multicanal e isso significa falar de uma solução que não interrompa a comunicação”, comentou Sarkis. “Mas independente disso, temos que derivar total foco e esforço empresarial para resolver problemas internos e que levam o consumidor a desconfiar e denegrir a imagem de uma companhia”, finalizou.

Esse é um dos maiores desafios que certamente todas as empresas tem.  “Você é tão bom quanto a última prestação de serviço que você acabou de oferecer”, comentou Thomaz Cabral, presidente da SulAmérica. “E quando falamos de confiança, diante do consumidor, é fundamental agir com rapidez e ser transparente”.

Conquistar a confiança realmente não é um trabalho fácil ou rápido. Demanda tempo e atitude pró ativa. “O cliente tem um senso muito crítico e cada vez mais usa a rede social para se expressar”, argumentou Omar Magid Hauache, presidente do Grupo Fleury. Diferentemente da relação em que há via telefone, na qual a comunicação é de um para um, na rede social é possível expressar-se a um público maior. “O consumidor quer que sua opinião chegue a mais pessoas. E ali, quando reclama, ele não se expõe mais do que precisa se está irritado”, completou.

Mas como lidar tanto com reclamações quanto com elogios na rede social? A resposta para Hauache é ser pró ativo e responder em tempo real. “Se a empresa realmente errou e reconhece isso, responde e fala o que fez para resolver, o consumidor vai elogiar; vai ficar satisfeito”, afirmou.

Para Newton Neiva, presidente da Visa Vale, tornar-se uma empresa que já avançou pelas redes sociais envolve riscos. “Há companhias que são on e off. A on tem canais nas redes sociais e desenvolve a prestação de serviço ao público. A off observa e tenta entender o que acontece”, comparou. E mudar de posição, segundo o executivo, envolve um risco que pode vir a prejudicar a imagem da empresa se não houve controle.

Porém, nos dias atuais e diante do fato irreversível de que as redes sociais já tem seu espaço entre os consumidores, estar aberta ou não para o mundo virtual, não é mais uma opção da empresa. “As companhias estarão abertas na medida em que tem clientes com acesso a essa ferramenta para manifestarem sua opinião”, concluiu Marcelo Epstejn, diretor-geral do Uol.
Para Epstejn , não há mais como a empresa escolher que canal o cliente irá usar e como. A única resposta possível das empresas é “tratar cada demanda, respeitando sempre a individualidade do cliente e estar atento e preparado para o que vem por aí”.

Como preparar-se?

Segundo Sarkis, presidente da Contax, a existência da rede social como mais um canal de comunicação para o cliente só amplifica a urgência em relação à necessidade de estar preparado, ter um canal de contato disponível na rede, soluções inteligentes e processos. “Sem este canal, a empresa perde o que o consumidor traz via dados, muito mais do que traz via voz, e isso vai ser decisivo na linha do tempo”, comentou. “Pouca gente vai entrar numa rede social pra falar mal de forma gratuita. Sempre há um motivo e o líder tem que parar frequentemente para ouvir e entender o que o cliente diz, além de tratar o problema para chegar a uma solução”.

“Temos que entender tudo o que consumidor fala para melhorar”, acrescentou Agricio Silva Neto, vice-presidente de marketing e programação da Sky. “É um processo que não tem fim”.

O presidente do Fleury, Hauache, concordou e não vê a necessidade de mudar o modelo de negócio a fim de permitir a internalização do que o consumidor deixa nas redes sociais. “É preciso se ajustar. Temos que ser ágeis em usar as redes sociais em prol do negócio”, afirmou.

Uma cliente cadeirante do Fleury foi a uma unidade da marca que estava apta a receber pacientes com deficiência. “Era o que nós achávamos”, contou Hauache. “Mas a experiência da cadeirante não foi boa e ela reclamou no blog dela. Fez até uma crítica construtiva, que o nosso monitoramento identificou. Ligamos pra a cliente para entender a questão, adequamos a unidade em 15 dias e a convidamos a voltar para ver o que havíamos feito. Esse é um exemplo de como usar a rede social a favor da empresa”.

Cliente interno

Assim como as centrais de relacionamento, as redes sociais podem trazer aprendizados sobre o perfil do consumidor, suas necessidades e desejos e ideias que contribuem na melhoria de produtos e serviços. Mas e quanto ao colaborador? De que forma a rede social pode ser usada? E por que proibir o acesso às redes sociais, se é uma ferramenta tão vital para entender o cliente?

A pergunta proposta pelo público aos executivos não causou constrangimento.  “O colaborador é o que mais conhece a empresa. Não ouvi-lo é ilógico”, prontamente respondeu Hauache, do Grupo Fleury.  “Claro, não somos perfeitos e é devastador ve-lo reclamar na rede social. Porém, tem motivo e temos que entender esse motivo”, completou.

Para Epstejn, do Uol, além de manter uma comunicação aberta, é preciso acreditar na equipe e dar poder de decisão com regras claras. “Se temos a pretensão de sermos a preferido do cliente, primeiro temos que se a preferida do colaborador”, acrescentou Cabral, da SulAmérica.

Quanto ao acesso à rede social, todos foram unânimes: desde que não atrapalhe a produtividade, não é proibitivo. “Tem que saber quais são limites”, comentou Hauache. “Tem que usar com moderação”, finalizou Sarkis, da Contax.



Tatiana Alcade (Conarec 2011)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

Não deu mais pra aguentar. Desde março que a Polícia Militar e integrantes do Corpo de Bombeiros tentam negociar com o Governo do Estado para evitar a paralisação de suas atividades.

Ontem (27), reunidos em assembleia na sede na Fetiema, militares e bombeiros decidiram que, a partir do próximo dia 8, irão cruzar os braços.

Eles reivindicam perda salarias desde 2009, falta de equipamentos básico, como armas novas e coletes à prova de bala, além de outras melhores condições de trabalho.

O movimento ganhou um aliado importantíssimo, trata-se do ex-sub-comandante da Polícia Militar, coronel Ivaldo.


Blog do Cardoso

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:52


Acontece neste sábado, 29, durante todo o dia na cidade de Porto Franco, 2° Fórum de Implementação da Política Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos da Região Tocantina que tem o objetivo de conscientizar a comunidade em geral sobre a responsabilidade que todos têm com os resíduos sólidos urbanos (lixo), destinação final, reciclagem e reaproveitamento. O primeiro Fórum aconteceu em Imperatriz

 O Fórum é composto por empresas privadas do setor de reciclagem, prefeituras da região, catadores e sociedade civil organizada que também busca orientar e fornecer meios técnicos para implantação de projetos que visem o desenvolvimento sustentável, realizando discussões e formando parcerias/consórcios intermunicipais para se difundir e aprofundar conhecimentos técnicos e jurídicos que abordem as soluções para se minimizar ao máximo os efeitos danosos que o lixo, quando não destinado de forma correta, traz para o meio ambiente.

O 2° Fórum de Implementação da Política Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos da Região Tocantina consolida-se como o evento técnico e científico de grande importância para a região sul do Maranhão, referente ao tema: resíduos sólidos urbanos, apresentando uma visão ampla do assunto que abrange desde estudos acadêmicos até a visão governamental e empresarial.


PÚBLICO-ALVO

O fórum é aberto para todos, mas visa envolver Profissionais e empresas do setor de resíduos sólidos, os interessados em atuar na área ambiental sob a ótica de seus aspectos científicos e legais, como: advogados, engenheiros, geólogos, químicos, biólogos, administradores, jornalistas, estudantes, professores, ONG’s Ambientalistas, técnicos, consultores, catadores de materiais recicláveis, órgãos públicos federais, estaduais e municipais, secretariais de estado e município que tratem dos negócios da saúde e meio ambiente.

PROGRAMAÇÃO

Local: Salão de Eventos da Loja Maçônica Tiradentes Nº 18, Rua Teixeira de Freitas – Centro, Porto Franco-MA.

8:30 h – Solenidade  de Abertura / Composição da mesa.

9:00 – Palestra: Políticas de Resíduos Sólidos ( Lei 12.305/2010)
Palestrante: Dr. Jadilson Cirqueira
Coordenadora: Diana Barreto Costa

10:00 – Apresentação da ASCAMARI – Associação dos Criadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz

10:20 - Palestra: Consórcio Intermunicipal sobre Gestão de Resíduos Sólidos
Palestrante: Dr. Marco Aurélio Gonzaga Santos
Coordenadora: Diana Barreto Costa

11:20 - Debate

12:00 – Almoço

14:00 – Palestra: Destinação final ambientalmente correta das embalagens de agrotóxicos
Palestrante: Dr. Lourival Sousa Silva – AGED/ACIART

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:49

Em resposta às múltiplas crises de corrupção, o governo da companheira Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira que pretende enviar ao Congresso Nacional uma nova proposta revolucionária para melhorar a posição do Brasil no ranking do Índice de Percepção de Corrupção.

O plano do governo prevê a extinção do Tribunal de Contas da União (TCU) e a criação do Tribunal de Faz de Contas da União (TFCU). Segundo o Ministro da Injustiça, responsável pela elaboração do projeto, o TCU, em seu formato atual, não atende mais às necessidades dos companheiros do ParTido da sociedade, atrapalha a governabilidade do País e dificulta o trabalho em prol do “Bem Comum”.





“O Novo Tribunal de Faz de Contas da União terá a difícil tarefa de mascarar questões a respeito da utilização indevida do dinheiro e do poder público, como por exemplo: suborno de funcionários públicos, propina nos contratos, desvio de verbas por meio de ONGs de fachada e fraude nas licitações”, disse o Ministro.

A divulgação do projeto do governo brasileiro surpreendeu a todos, pois estabelecem um método inédito para a redução da Percepção da Corrupção. Com a medida, o Governo espera melhorar a posição do Brasil no ranking internacional e, ao mesmo tempo, reduzir o número de escândalos de corrupção.



Vanguarda Popular

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35


Minas Gerais, Maranhão e Pará são os líderes do ranking de risco de corrupção, segundo estudo feito pelo Centro de Estudos da Opinião Pública, da Unicamp, a pedido do Instituto Ethos.

Os três Estados tiveram registro de 'alto risco' em quatro dos oito indicadores sobre sistemas de controle da corrupção avaliados pelos cientistas políticos Bruno Speck e Valeriano Mendes Ferreira, autores do estudo. Os dados são relativos ao ano de 2009.

Das demais unidades da Federação, nenhuma foi aprovada em todos os quesitos.
Transparência limitada, falta de competitividade nas compras públicas, submissão de órgãos de controle a grupos políticos e imprensa nem sempre independente foram alguns dos problemas detectados.

Uma das áreas avaliadas foi o controle externo exercido pelos Tribunais de Contas dos Estados, cuja composição é marcada pelo alinhamento com os grupos políticos dominantes em cada Estado.

'O processo de nomeação (pelo governador ou pela Assembleia) influencia profundamente o comportamento dos conselheiros. Os oriundos do meio político são usualmente indicados no final da carreira, levando para o cargo os laços políticos que construíram durante uma vida', afirmam os autores no texto, que será publicado no final do ano.

Há uma norma constitucional que garantiria um mínimo rigor técnico na composição dos TCEs: duas das vagas de conselheiros deveriam ser ocupadas por procuradores e auditores do próprio tribunal. Mas em apenas 13 Estados essa regra é cumprida - há conflitos de interpretação da norma e tribunais nos quais inexistem as carreiras de auditor e procurador.

Gastos públicos. A publicação de dados sobre a execução orçamentária dos Estados na internet - obrigatória segundo a chamada Lei Capiberibe - abriu as contas públicas à fiscalização de cidadãos e entidades. Mas 'a maioria dos Estados ainda reluta em apresentar de forma acessível e completa as informações sobre os seus Orçamentos, especialmente os totais desembolsados em bases de dados que permitam tratamento estatístico independente', observa o estudo.

Também há um 'apagão' nas estatísticas sobre os volumes e modalidades das compras públicas - o que é comprado com ou sem licitação, por exemplo. 'Esse foi o dado mais difícil de levantar', disse o pesquisador Bruno Speck.

São Paulo ficou em primeiro lugar na lista dos Estados que menos realizam licitações nas áreas de saúde e educação. Segundo o estudo, nos locais onde há mais dispensa e inexigibilidade de licitação é maior a 'discricionariedade' dos agentes públicos e menor competitividade entre os fornecedores.

Mas há um problema de classificação contábil que dificulta a percepção do quadro com clareza: na Secretaria de Educação de São Paulo, por exemplo, entram na categoria das despesas sem licitação até os repasses do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Básico (Fundeb) a municípios.

Fiscalização. No âmbito do controle interno, a maioria dos governos criou corregedorias com relativa autonomia e estrutura para atuar, segundo o estudo. 'No entanto, os resultados são bastante insatisfatórios com relação a transparência e desempenho efetivo. Metade dos Estados não produz ou não divulga relatórios de atividades.'

O estudo procurou medir o grau de dependência de jornais e redes de televisão em relação a políticos e seus familiares, e também avaliou a forma como foram cobertos pela mídia casos de corrupção que envolveram direta ou indiretamente governadores, no período entre 2007 e 2010.

A fonte utilizada foi o banco de dados 'Deu No Jornal', da organização não governamental Transparência Brasil, que reúne notícias sobre corrupção coletadas em 63 publicações de circulação nacional, estadual e local.

Ao atribuir valores a determinados quesitos, a metodologia da pesquisa permitiu a construção de uma escala de independência da imprensa regional. Em 7 unidades da Federação foi constatado grau baixo de independência; em 11, médio, e em 9, alto. Foram enquadrados nesta última categoria São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Distrito Federal, Pernambuco, Ceará, Pará e Amapá.

Fonte: Jornal Estadão/cópia Cabrera

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


O Programa AABB Comunidade, que contribui para a inclusão e o desenvolvimento educacional de crianças e adolescentes entre 7 e 18 anos incompletos, foi renovado pelo prefeito Sebastião Madeira. A informação foi prestada pela coordenadora do programa integração AABB Comunidade, Greycivane Gomes da Silva Lindoso.
A solenidade foi realizada na tarde de ontem (27), no pátio do clube da AABB, situado na Avenida Pedro Neiva de Santana, no Parque Sanharol, em Imperatriz.
O evento contou com a participação dos estudantes, familiares, diretores de escolas da rede municipal, representantes do Ministério Público, da vara da infância e juventude, do prefeito Sebastião Madeira, secretários municipais, da Fundação Banco do Brasil, da Federação Nacional das Associações do Banco do Brasil, parceiros e colaboradores do programa AABB Comunidade.
“Nós tivemos, na abertura, a composição da mesa, fala das autoridades e dos representantes da Fundação Banco do Brasil e Fenabb, apresentação do coral ‘Vozes do Brasil - AABB Comunidade de Imperatriz’; e a apresentação de dança e teatro”, destacou a coordenadora Greycivane Lindoso, que enfatizou ainda a apresentação de um vídeo, contendo todas as ações e atividades desenvolvidas no programa.
Ela observou, ainda, que o programa em sua totalidade envolve mais de 50 mil crianças e adolescentes, quatro mil educadores e 400 municípios em todo Brasil. Em Imperatriz, o programa atende 250 crianças e adolescentes que contam com uma equipe de dez educadores sociais, duas cozinheiras, duas ajudantes de cozinha, duas de serviços gerais, dois vigias, uma secretária, um subcoordenador e uma coordenadora-geral.

(Comunicação)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00


Renata Giraldi repórter da Agência Brasil 

Brasília – A partir de fevereiro de 2012, os consumidores brasileiros pagarão menos ao fazer ligações telefônicas de aparelho fixo para celular. A decisão foi aprovada ontem (27) pelo Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A ideia é que até 2014 os usuários economizem em torno de 45% devido à redução das tarifas.

Na prática, segundo a Anatel, a queda será de aproximadamente 10% no valor de cada ligação. Mas, aos poucos, os usuários vão pagar cada vez menos, de acordo com a agência. O objetivo é que o próximo reajuste chegue a 12%. No total, a Anatel pretende promover a redução em três etapas. A última deve ficar em 7%.

Atualmente os consumidores pagam, em média, R$ 0,54 por ligação de telefone fixo para móvel. A ideia é que em 2012 eles passem a pagar R$ 0,48. Depois, em 2013, paguem R$ 0,44 e, em 2014, R$ 0,425.
A agência informou que a decisão sobre as novas tarifas será publicada em, no máximo, 80 dias. A partir da publicação, as empresas de telefonia terão 20 dias para a execução da medida. Caso a decisão não seja cumprida, a Anatel tomará providências em relação a essas empresas. (Edição: Juliana Andrade)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30



Consumado neste fim de tarde, o despejo de Orlando Silva não basta. Se o companheiro que compra até tapioca com cartão corporativo for substituído por outro comunista do Brasil, será preservado o esquema que transformou o Ministério do Esporte na Casa da Moeda do PCdoB. Ele é só o rosto mais conhecido na multidão de militantes envolvidos em patifarias que começaram com Agnelo Queiroz e assumiram dimensões delirantes com o demolidor do Segundo Tempo. Prosseguirão, com diferentes truques e formatos, caso a vaga no primeiro escalão seja preenchida por outro camarada.

Os Estados Unidos não têm um Ministério do Esporte. A maior potência olímpica do planeta tem uma política esportiva definida e consistente, que se fundamenta na descoberta e formação de atletas em colégios e universidades. O Brasil tem um Ministério do Esporte que só tem um partido e jamais esboçou uma política esportiva que mereça tal nome. A única diretriz conhecida é que confere prioridade absoluta ao esporte de alto rendimento. Nesse campo, os patrocínios são muito mais generosos e as parcerias, bastante lucrativas. Coerentemente, o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento é Ricardo Leyser.

Coordenador da comissão organizadora dos Jogos Pan-Americanos de 2007, foi ele o principal arquiteto do monumento à gastança contemplado pela medalha de ouro em salto do orçamento, superfaturamento de notas fiscais, licitações fraudulentas e convênios bandalhos. Estava em Guadalajara ao lado do ministro quando chegou a notícia de que a edição de VEJA reafirmaria que, para os farsantes, sábado costuma ser o mais cruel dos dias. Na segunda-feira, depois de qualificado de “bandido” por Orlando Silva, o PM João Dias Ferreira devolveu o insulto com uma nota que acabou por ampliar o prontuário de Leyser.

“E se tu não deves nada”, perguntou João Dias a Orlando Silva num trecho, “por que mandou seu secretário nacional Ricardo Leiser tentar me localizar na sexta-feira, quando soube da matéria, o que ele queria comigo? Fazer mais um daqueles acordos não cumpridos?” O único erro é o i no lugar do y de Leyser, que tentou escapar do flagrante com uma réplica irônica: “Como eu o procurei se estou em Guadalajara? Por teletransporte?” A frase lhe custou uma internação no Sanatório Geral, justificada pela suspeita de que Leyser ainda não foi apresentado a um invento batizado de telefone.

Os leitores da coluna conhecem a figura desde outubro de 2009, recorda o post reproduzido na seção Vale Reprise com o título“O prefeito que governa de joelhos e o ‘senhor executivo” descoberto por Orlando Silva”. O “senhor executivo”, com aspas, é Ricardo Leyser. Um senhor delinquente, sem aspas.



Por Augusto Nunes

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:22


O Ministério da Educação determinou que os alunos do Colégio Christus, em Fortaleza, terão de refazer o Enem, aplicado neste fim de semana a mais de 4 milhões de alunos em todo o Brasil. Segundo o ministério, uma investigação garantiu que não houve vazamento da prova, mas a suspeita é de que o colégio tenha tido acesso a questões do pré-teste. Os 639 alunos do Christus que prestaram o Enem farão o novo exame nos dias 28 e 29 de novembro, quando a prova também será aplicada a presidiários e internos de unidades socioeducativas.

O MEC acionou a Polícia Federal para investigar o caso. Já o MPF no Ceará vai recomendar ao MEC que anule o Enem 2011 em todo o País. O procurador da República Oscar Costa Filho soube do caso por meio de estudantes, que procuraram o MPF para denunciar o suposto vazamento da prova. 'É necessário que se imponha, de uma vez, a constitucionalidade no Enem, o que significa o direito de candidatos que se sentirem prejudicados recorrer', disse Costa Filho.

Todas as questões do Enem são testadas previamente em um grupo reduzido de estudantes, para determinar o grau de dificuldade. O pré-teste foi aplicado no ano passado em diferentes Estados, inclusive no Ceará.Pelo menos nove questões do material do Christus - circulado entre os alunos dez dias antes do Enem, segundo o colégio - são idênticas a perguntas do Enem, uma prova de 180 questões (4 provas de 45 questões cada).

By Coronel

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:31

O Conselho do meio-ambiente, através da Iranice Cândido recebeu uma grave denuncia esta semana.

Segundo o relatório que veio da câmara municipal, na região da Vila Conceição I e Coquelândia uma empresa ainda não identificada estaria desmatando babaçuais. O problema é que existe uma lei criada em 2003 que protege este tipo de arvore, justamente por fazer parte do meio de sobrevivência de alguns povoados. No caso de Coquelândia, até uma associação de quebradeiras de coco babaçu já existe.

CONSCIÊNCIA 

É necessário que a população esteja atenta a esses acontecimentos. Não podemos sacrificar nossa cultura e flora por causa de uns poucos que não entendem o valor da preservação. Muitas famílias vivem e trabalham com essa matéria prima. A preservação dessa espécie é algo que deve estar presente não somente nos beneficiadores, mas também em toda a nossa sociedade. Estou certo que não é por causa da preservação de pés de coco babaçu que um produtor, pecuarista ou qualquer outro tipo de empresário deixaria de continuar seu projeto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24

Há um ano da eleição municipal, um vereador de Imperatriz comete um crime eleitoral que pode lhe custar o mandato, ou sua candidatura.

Uma pessoa da comunidade do Bairro Santa Rita filmou pelo celular um vereador da cidade fazendo caminhada no bairro e depois pedindo votos para a eleição do ano que vem. Segundo esta mesma pessoa, o vereador teria feito várias reuniões e não hesitado em pedir o apoio da comunidade.

Quem gravou participou da reunião, mas confirmou ser de outro grupo politico e irá pedir votos no mesmo bairro para seu candidato. Os dois candidatos são do mesmo grupo, mas o informante já avisou que no tempo certo vai entregar a gravação para o Tribunal Regional Eleitoral.

Portanto pretensos candidatos a reeleição. Cuidado, todos são pretensos ou pré-candidatos e não candidatos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

Pág. 1/6





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D