Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




                                        Dizem que os números não mentem jamais. A interpretação dos números, todavia, apresenta leituras diversas, senão, vejamos. 

O Jornal o Correio de Imperatriz publicou pesquisa realizada pela Escutec que ouviu 603 pessoas nos dias 21,22 e 23 e se encontra registrada na Justiça Eleitoral. 

Vamos a pesquisa. 

Primeiro o número de pessoas ouvidas foi 603 eleitores de um contingente de cerca de 120 mil. Uma amostragem a meu ver pouco representativa. 

O dado revelador é simples: O prefeito Madeira somente perderia a eleição se o PDT e o PPS de Imperatriz se enfileirassem com o PCdoB emprestando força partidária e eleitoral a candidatura do vereador Edmilson Sanches.


Se isso ocorrer, Inês é morta para Madeira. A disputa eleitoral ficaria então entre Ildon Marques (PMDB) -  se for realmente realmente candidato porque dizem que ele tem problemas legais de inelegibilidades - o e Edmilson Sanches do PCdoB.


Assim, o prefeito Madeira (PSDB) precisa trabalhar a reedição da aliança com o PDT e PPS buscando a equação possível que tem como complicador quais dos dois indicará o vice. Ou seja, se continuará, como defendo sendo do PDT ou se Pastor Porto ocuparia este espaço na cota do PPS. 

Essa é minha interpretação. Leia a matéria abaixo e faça a sua própria análise. 


Marco Aurélio Gonzaga

Advogado e membro da Comissão Provisória do PDT de Imperatriz

                                            

                                            

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:16

Quem preferir puxar a pesquisa a favor do Ildon, pode até fazer um merchandising, mas fará isso somente aqueles que tem simpatia a sua candidatura. Se avaliarmos a pesquisa num todo, e não somente como os Ildistas viram, teremos uma situação favorável ao atual prefeito Sebastião Madeira.

Há quem acredite na disputa Ildon x Madeira, mas é quase impossível Ildon disputar uma eleição sem ter a certeza da vitória.

Madeira segue na frente na maioria das possibilidades avaliadas na pesquisa. Pra quem acreditava na ameaça de Sanches, vê hoje a candidatura minguar. A possibilidade de ameça do intelectual é disputada com sua fraca atuação no legislativo e o joga abaixo e sem chances de subida, já que o resultado reflete a sua candidatura anterior, quer dizer, os mesmos eleitores, ou sonhadores.

De mal agradecido a herói, Saches pode ser o peso favorável na reeleição de Madeira.

Se Ildon será candidato ou não é outra historia, mas quem conhece a figura sabe que nem o dinheiro e nem a derrota não estaria na possibilidade da sua candidatura, quem vai bancar sabe que é mais barato investir no prefeito e de quebra ganhar apoio futuro, de que investir em um balão que talvez não passe de onde está, o segundo lugar.

Enfim, Ildon e Rosângela Curado não afetam  a reeleição de Madeira, já que há mais candidatos e não somente um confronto direto como os Ildistas sonham.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:06

Vereador Buzuca


José Carneiro Santos (PSDB), o Buzuca, prevê que “esse será um ano de muito trabalho na cidade de Imperatriz”. “A expectativa é das melhores para esse período legislativo, pois temos lutado para conseguir melhorias para os bairros e povoados de nossa cidade”, contou.
Buzuca, que tem como base eleitoral a região do bairro Santa Inês, diz que aguarda para esse semestre a execução de obras de pavimentação asfáltica de ruas e avenidas, construção de escolas [algumas estão em processo licitatório] e postos de saúde para atender a grande demanda da população da região do grande Santa Rita. (texto Gil Carvalho)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54

PT perde mais uma em Sampa

por Holden, em 31.01.12
Para a falsa esquerda (PT), eles acreditavam que poderiam fantasiar a limpeza feita na tal cracolândia pelo governo do Estado e transformar a retirada dos viciados em factoides, como eles sempre fazem. Perderam!
82 (por cento) da população de São Paulo apoiaram a retiradas dos viciados e o fim da cracolândia.

Ganha a população, perde o PT factoide!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:12

Acaba de sair a sentença condenatória do ex prefeito Francisco Holanda de João Lisboa(MA), que foi condenado em 42 anos de prisão por improbidade administrativa, corrupção e malversação do dinheiro público, resultando, disso tudo, licitações fraudulentas, notas fiscais frias compras inexistentes, etc e etc.

A Ação foi ajuizada pelo Ministério Público de João Lisboa e como nenhum gestor condenado jamais foi para detrás das grades, é grande a expectativa da população de João Lisboa se, desta vez a coisa será realmente pra valer, vamos aguardar.

Parabéns o Ministério Público de João Lisboa que fez a sua parte.



Informações de Cleto Lousa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33


O fato mais importante da semana passada se deu na sexta-feira, em Porto Alegre. Seu protagonista é Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência e olhos, ouvidos e mão — pesada! — de Luiz Inácio Lula da Silva no governo. Carvalho é o homem que guarda os arcanos petistas, os seus segredos, os seus porões. Depois do Babalorixá de Banânia, é quem mais conhece o partido. Transita em todas as esferas, especialmente no mundo sindical — e o sindicalismo nunca foi para pessoas de estômago fraco. O de Carvalho é de avestruz. Não por acaso, ele foi o principal articulador do PT nos eventos pós-morte de Celso Daniel. Foi quem organizou a reação do partido e determinou o papel que cada um deveria desempenhar. Tinha sido braço-direito do prefeito. Segundo irmãos de Celso, confessou-lhes que levava malas de dinheiro do esquema de corrupção de Santo André para o PT — no caso, para José Dirceu. Ambos negam, é evidente. Mas volto.
O evento mais importante foi a palestra de Carvalho a militantes de esquerda no Fórum Social de Porto Alegre. É aquele evento que contou, na sua fase palaciana, com a presença do terrorista e assassino Cesare Battisti, a quem os petistas deram guarida. Para Carvalho, no entanto, “terrorista” é a polícia de São Paulo… Esse foi o trecho politicamente mais delinqüente de sua fala, mas não foi o principal.
Depois de confessar que o governo quer criar uma mídia estatal para a chamada “classe C” — que, segundo Carvalho, não poderia ficar à mercê da mídia conservadora —, ele avançou: é preciso fazer uma disputa ideológica com os líderes evangélicos pelos setores emergentes!
Uau! Não pensem que isso é feito assim, na louca, sem teoria — nem que seja uma teoria aprendida, não exatamente lida. Esse pensamento de Carvalho tem história.
Os petistas, embora não o digam em público, consideram que a oposição está liquidada. Conversei dia desses com um intelectual petista que se mostrava, até ele, escandalizado com a incapacidade da oposição de articular o discurso conservador para se opor ao suposto “progressismo” do PT. Ele também estranhava o que vivo estranhando aqui: será o Brasil a única democracia do mundo com medo dos eleitores que estão mais à direita no espectro político? Pelo visto, sim! Lá na suas tertúlias, os petistas chegam a zombar dessa covardia.
Notem, a propósito, que os únicos momentos em que demonstram realmente alguma aflição e põem as suas hordas na rua é quando temem que a população adira ao discurso da ordem: então mobilizam seus bate-paus para confrontos com a polícia. Assim, podem sair gritando: “Fascistas!” Se e quando a oposição souber falar essa linguagem de modo eficiente e moderno, o PT pode ter problemas. Mas a aposta dos companheiros é que isso não vai acontecer. Tucanos, por exemplo, são reféns de sua “ilustração”.
A outra força
A força que o partido teme é justamente a religiosa. E, no caso, não é a Igreja Católica que os preocupa. Embora tenha cooptado o PRB — o partido da Igreja Universal do Reino de Deus, do auto-intitulado “bispo” Edir Macedo, dono da Record —, o PT sabe tratar-se de uma vistosa, mas pequena parte dos evangélicos. Seguindo os passos da teoria gramsciana, o “partido” tem de se consolidar como um “imperativo categórico”, de modo que toda ação concorra para fortalecê-lo. Mesmo os movimentos de crítica e reação hão de estar subordinados a este ente. Haver organismos, entidades, grupos ou religiões que cultivem valores fora do abrigo do partido é inaceitável.
Os “pensadores” do PT querem começar a criar as condições para limitar ou anular a influência das igrejas evangélicas especialmente nas questões relativas a costumes. O projeto petista se consolida é com a completa laicização da sociedade, sem espaço para a moral privada ou de grupo. Teses como descriminação do aborto, legalização das drogas, união civil de homossexuais, proselitismo sexual nas escolas (nego-me a chamar de “educação” o tal kit gay, por exemplo) tendem a encontrar resistência. E as vozes que lideram essa resistência costumam ser justamente as dos evangélicos. Setores da Igreja Católica também reagem, sim, mas sabemos que a Santa Madre está infestada de esquerdistas de batina (ou melhor: sem batina!).
Ora, conjuguemos as duas propostas de Carvalho, feitas no Fórum Social: ele quer o estado produzindo “informação” para a classe C justamente para disputar almas com os evangélicos. O PT chegou à fase em que acredita que pode também ser “igreja” — e seu “deus”, como se sabe, é o Apedeuta… Os petistas ainda não engoliram o recuo que tiveram de fazer em 2010, no debate sobre o aborto, por causa da pressão dos cristãos.
Os cristãos evangélicos entraram no alvo de médio prazo do PT. Cuidem-se ou serão também engolidos.
Por Reinaldo Azevedo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21



Membros da extinta comissão provisória estadual do PDT, amanhecem na segunda-feira (30) em Brasília para tentar convencer o presidente nacional do partido, ex-ministro Carlos Lupi, a prorrogar o mandato dos atuais dirigentes e por fim ao impasse que deixou a legenda acéfala no Maranhão.
 
A ex-primeira-dama do Estado, Clay Lago, comandará a caravana dos ex-dirigentes que participarão da reunião do diretório nacional e aproveitará a oportunidade para solicitar uma reunião com Lupi, tendo como ponto principal da pauta a permanência do médico Igor Lago na presidência do PDT maranhense.
 
O filho do saudoso governador Jackson Lago enfrenta hoje uma briga intestina com o grupo liderado pelo ex-deputado Julião Amim, que se uniu ao suplente no exercício do mandato de deputado federal, Weverton Rocha, para impedir que o diretório nacional homologasse a prorrogação do mandato da extinta comissão provisória regional.
 
Amim, inclusive, está bem cotado para assumir a direção do partido e convocar o congresso estadual para a eleição do diretório e da executiva, mas a ex-primeira Dama do Estado espera demover a direção nacional de trocar o comando da direção do PDT no Estado. 


Por Jorge Vieira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18


Hoje pela manhã, como sempre faço, estava tomando meu café assistindo ao noticiário. Eis que o telejornal local mostra uma matéria de uma agressão sofrida por sua equipe de reportagem na beira-rio. Na matéria, aparece a imagem de um homem segurando uma mulher, tentando contê-la. O repórter diz que era uma briga e, supostamente achando que era um grande furo, foi se meter na história. Não se consegue ouvir, mas a mulher – visivelmente alterada – deixa claro que não quer ser entrevistada. Ora, é um direito seu e pelo que se mostra ela não aparenta estar cometendo nenhum crime, nem colocando a sociedade em risco. Mas o repórter insiste e a mulher toma o microfone e agride o repórter.
Bom, nada justifica a agressão da mulher contra o repórter. Ainda que pudesse estar drogada, como insinua a matéria. O correto seria então o agredido chamar a PM e registrar a ocorrência na delegacia. Mas a questão não é exatamente essa.
O grande erro de nós jornalistas é nos acharmos com mais direitos que os outros. Um microfone, um gravador ou uma câmera não nos dá alvará para fazermos o que quisermos. Houve uma briga, o repórter quis cobrir, mas a mulher não queria ser entrevistada ou filmada. É exatamente o que acontece todos os dias nos programas policiais: a exposição de quem não foi julgado e, portanto, não pode ser considerado criminoso. A matéria poderia até ser feita sem precisar desses recursos. Mas a questão também ainda não é exatamente essa.
Logo ao chegar ao trabalho e checar os emails e redes sociais, já havia uma nota de repúdio da Associação de Imprensa da Região Tocantina (Airt). Li, mas quase não acreditei no que meus olhos viam. Logo na terceira linha está escrito sobre os moradores de rua: “eles contaminam a cidade”.  Uma entidade de classe, de jornalistas, acha que os moradores de rua “contaminam” uma cidade. Vamos em frente e vejamos outro trecho: “Em meio à tanta desordem e desrespeito junto a sociedade, é que A Associação de Imprensa da Região Tocantina – AIRT, se posiciona repudiando o ato e pede atitude das autoridades que garantam a liberdade de Imprensa” (sic). Que “tanta desordem” é essa? Uma briga de moradores de rua? E em que momento a liberdade de imprensa foi ameaçada? No meu entendimento, não passa de preconceito. Os moradores de rua, por diversos motivos, estão em situação de fragilidade social. Não contaminam ninguém. A nota acerta em alertar o Estado – aqui no caso a prefeitura – e cobrar auxílio a essas pessoas.
Mas meu espanto não pára por aí. Um colega jornalista comentou a nota numa rede social, apoiando o repúdio. Até aí tudo bem, tudo normal. Seria. Veja o que disse o coleguinha: “ Nos lugares onde se assentam essas pessoas, nem capim nasce mais…”. Mais uma clara demonstração de preconceito, de despreparo para lidar com os problemas sociais. O comentário engrossa o coro dos que vêem nossos pobres e desamparados como doenças.
Nós, jornalistas, temos que aprender que o tal quarto poder é um mito, uma inverdade, uma ilusão arrogante. O mundo, as pessoas, não estão aos nossos pés, nem sob nosso julgamento.  Nós devemos nos colocar em nossos lugares. Nosso trabalho é levar a informação à sociedade e não interferir nela.
Marco Franco

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:52


A idiotice está se esgotando e a maior prova disso é que nem mesmo a esquerda fascista não se entende. O poder é melhor do que eles imaginavam e a luta socialista virou história pra estudante sonhar. Os jornais do mundo contam a realidade do que virou a farsa do PT e da esquerda latina, onde seus líderes enriquecem e tornam o povo miserável e dependente da máquina estatal, uma verdadeira escravidão socialista.  Sejam bem vindos vermelhos a nova realidade dos burros.

El fracaso de la XI edición del Foro Social de Porto Alegre, es el mejor símbolo de la crisis de la izquierda y de una era histórica acabada. Recuerdo cuando en Porto Alegre el periódico tuvo que colocarme en un hotel (motel) para encuentros amorosos, a 20 kilómetros de la ciudad, porque el entusiasmo del Foro Social Mundial, antagonista al Foro Económico Mundial, había abarrotado la ciudad con enviados llegados de todo el mundo.
Poeto Alegre
Marcha de activistas en el Foro Social de Porto Alegre

Eran los años en los que Lula, el exsindicalista había llegado al poder y con él el mayor partido de izquierdas de América Latina, el Partido de los Trabajadores (PT),  y Porto Alegre se había convertido en un laboratorio de la famosa iniciativa del “Presupuesto participativo”, una experiencia de democracia comunitaria, que tanto fascinó entonces a la izquierda francesa.

Si el Foro de Davos, celebrado en concomitancia con Porto Alegre, era visto como el capitalismo en declive, el Foro de Porto Alegre, prenunciaba un “mundo mejor y diferente”, protagonizado por la izquierda social del mundo. Jefes de Estado, de todo el mundo y sobretodo de América Latina se peleaban por estar presentes en Porto Alegre, así como intelectuales y activistas de izquierda del tercer Mundo.

Si entoncesPorto Alegre fue el símbolo de algo nuevo que nacía como alternativa al capitalismo tradicional de Davos, este año, el Foro Social Mundial, ha revelado mejor que muchos análisis sesudos, que lo que Porto Alegre soñaba se ha desvanecido de repente. Ya no es lo nuevo. Se ha quedado viejo en menos de diez años. No es eso lo que el mundo en crisis está buscando.

De Porto Alegre desaparecieron los libros que explicaban el marxismo y hasta las camisetas de Che Guevara que se habían convertido en el amuleto de aquellos encuentros festivos y variopintos que recogían en un abrazo el abanico de todas las experiencias progresistas fuera del sistema.

Han desaparecido también este año, los Jefes de Estado o de gobierno que solían estar siempre presentes. No aparecieron a Porto Alegre ni José Múgica, presidente de Uruguay, ni el boliviano Evo Morales, ni el fogoso Hugo Chávez que un año substituyó a Lula, que estaba en Davos y arengó durante cuatro horas a una multitud que lo sacó casi en hombros, después de haber predicado la llegada al mundo de su revolución bolivariana.

Que Porto Alegre ha acabado este año como experiencia piloto del mundo del futuro, lo ha denunciado mejor que nadie, uno de los idealizadores más importantes del Foro, Chico Whitaker, que desilusionó y desarmó a los miles de presentes, con un jarro de agua fría. Les dijo que el Foro “no había sabido conectar con el Movimiento de los Indignados que han inundado las calles y plazas en el mundo”, dando a entender que ellos y no ya el Foro Social Mundial de Porto Alegre han tomado el relevo político de un mundo nuevo en fermentación.
Mi_1559239708461148
Chico Whitaker con jóvenes activistas en el Foro de Porto Alegre

“Tenemos que cambiar de estrategia. Necesitamos inventar una manera nueva de empezar a hablar al 99% de insatisfechos del mundo”, les dijo Whitaker. Ni siquiera supieron ponerse los activistas de Porto Alegre de acuerdo en una propuesta para el encuentro de la conferencia de la ONU Rio+20, que se celebrará en Rio en junio próximo. Se enfretaron ambientalistas con intelectuales de izquierdas y no hubo consenso.

La crisis de Porto Alegre quedó patente cuando ni la presencia por primera vez en el Foro Social, de la exguerrillera Dilma Rousseff , consiguió enardecer a los presentes, mucho menos numerosos que otros años que no llegaron a llenar el campamento que siempre se había quedado pequeño.
Imagem(Dilma-Foro)Dilma Rousseff en el Foro Social de Porto Alegre

Si el Foro Social Mundial de Porto Alegre se ha considerado agonizante y si el Foro Económico Mundial de Davos, tampoco brilló con excesivos motivos de esperanza, ello indica mejor que nada, que estamos ante un mundo que muere y otro que empuja para nacer, pero que por el momento, sólo sabe indignarse
1318675228_581822_1318703542_album_normal

Movimiento de los Indignados en España

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:40


Washington vai ganhando espaço na luta 
A militância do PT decidiu hoje, por 34 votos a 10, optar pela indicação do nome do candidato do partido para disputar a Prefeitura de São Luís em 2012, somente durante a realização do Encontro Municipal da legenda, previsto poara ocorrer no dia 29 de abril.

Aparecem na lista de pré-candidatos do PT o vice-governador Washington Luís Oliveira, o deputado estadual Bira do Pindaré e o secretário de estado de Relações Institucionais, Rodrigo Comerciário.

Para o presidente do Diretório Municipal do PT em São Luís, Fernando Silva, foi uma decisão tomada de forma democrática. "Essa e uma característica do Partido dos Trabalhadores. Agora com essa decisão isso não quer dizer que não haverá disputa acirrada durante o encontro. Nós da direção vamos trabalhar poara que possamos chegar ao encontro com apenas um candidato e o partido coeso, para vencer as eleições de São Luís", afirmou.

O presidente do Diretório Estadual do PT no Maranhão, Raimundo Monteiro, considerou a decisão da militância bastante positiva. "Acima de tudo democrática, onde a direção municipal do partido, de forma inteligente, resolveu que deve haver o encontro. Isso qualifica o debate, melhora a discussão e faz com que a gente possa ter um debate bastante apurado", observou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29

Mais uma derrota do PT em Imperatriz

por Holden, em 28.01.12
Inocência ou radicalismo, o certo é que a tentativa de excluir o ex-deputado Valdinar Barros da disputa é pura falta de planejamento. O melhor nome do PT hoje é Valdinar.  E sem dúvida nem uma ele tem a maior base eleitoral e um bom quociente não somente aqui, mas em toda região.

Se não bastasse a linha Uni-lateral e radical que o PT de Imperatriz segue, ainda deixa de lado suas maiores lideranças, de quebra arriscam sempre errado, como fizeram na escolha do Chagão, que deixou o partido na mão.

Valdinar Barros é sem dúvida a maior liderança Petista na região Sul, perde o PT e não Valdinar, com a continuidade do centralismo unilateral dos radicais solitários no Estado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24


O PSDB do Maranhão realiza neste sábado (28) o primeiro grande ato do ano com o objetivo de intensificar os preparativos para o período pré-campanha. O 3° encontro regional do partido será realizado na Câmara Municipal de são João dos Patos, no sertão maranhense, e deverá reunir lideranças partidárias de 25 municípios. Pela pauta definida, os tucanos estarão concentrados na discussão de novas políticas públicas para o desenvolvimento do estado, além dos programas sociais criados pela legenda e colocados em prática no estado.
O evento irá contar com a presença do presidente do PSDB no estado, Carlos Brandão, o secretário-geral Neto Evangelista, a presidente do PSDB mulher, Georgina Evangelista, além do presidente do PSDB jovem, Érico carvalho. Embora ainda não tenham confirmado presença, também são aguardados o deputado federal Pinto Itamaraty e a deputada estadual Gardeninha Gonçalves. Representantes da sociedade civil e entidades de classe também são aguardadas.
Na avaliação de Carlos Brandão, o encontro abre o calendário de discussões do partido neste ano e tem grande importância para a corrida eleitoral. Segundo ele, o momento é de definição de uma agenda pró-ativa para o partido. “Será um encontro para reunirmos as principais lideranças do partido e traçarmos nossas principais metas para 2012. Embora o calendário eleitoral ainda esteja distante, já estamos trabalhando intensamente no partido para avançarmos. Portanto, será o primeiro grande ato do ano com uma grande representatividade”, afirma Carlos Brandão.
O PSDB Maranhense vem se reunindo nos últimos meses através de encontros regionais. O  primeiro foi em Açailândia e reuniu 38  municípios da região Tocantina. O segundo, em São Bento, reuniu 35 municípios da baixada  e  agora o o encontro em São João dos Patos reunirá 25 municípios  do Sertão maranhense com as lideranças tucanas.
Nas ocasiões, os líderes partidários discutiram propostas e novas políticas públicas voltadas aos jovens e para a mulher. Porém, não deixaram de sinalizar também as pretensões para a disputa eleitoral de 2012, quando o partido pretende superar o número atual de filiados. A intenção no encontro deste sábado é dar seguimento a esses trabalhos desenvolvidos nos últimos meses reunindo novas sugestões e colaborações dos correligionários.
O partido pretende dar sequência aos encontros nas principais regiões do estado durante os próximos meses. A previsão é que um grande ato da legenda deverá ocorrer na capital do estado, São Luís, antes do início do calendário eleitoral para as disputas das eleições municipais de outubro deste ano. A intenção da executiva regional é trazer os principais nomes do partido no cenário nacional para destacar a força do PSDB no tabuleiro da político.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10


Madeira prometeu e vem ajudando o Cavalo de Aço
Concordo plenamente que prefeito nenhum tem a obrigação de bancar time de futebol profissional, mas acho que pode, muito bem, ser um dos tantos patrocinadores que o time pode ter. Não tenho nenhuma procuração para defender o prefeito de Imperatriz, mas o torcedor precisa saber, que Madeira ajudou o Cavalo de Aço, no ano passado, com uma injeção financeira no valor de R$ 50 mil reais, divididos em duas parcelas de 30 e 20 mil reais. Liberou, gratuitamente, uma sala para o time no estádio municipal; bancou algumas viagens do time na Copa União do ano passado, além de liberar algumas taxas de aluguel de campo em 2011.

Em 2012, Madeira assumiu o compromisso, e vem cumprindo, de bancar todas as concentrações do time em jogos em casa ( o time concentrou no News Anápoles para o jogo contra o Viana). Liberou as placas de propaganda móvel no estádio, além de se comprometer a articular patrocínios junto a empresas da cidade. (Já está em entendimento com o Banco BMG). Existe, ainda, a possibilidade do prefeito disponibilizar um patrocínio fixo na camisa do Cavalo de Aço.

Com certeza, poucos ou nenhum torcedor sabe disso e também não pode ser culpado por não saber, já que estas ações do prefeito, não sei por que, não estão sendo divulgadas por quem deveria.

Fica a pergunta, qual prefeito ajudou tanto o Cavalo de Aço como o atual está ajudando? O que o prefeito Madeira não pode e nem deve fazer, é pegar o Imperatriz (time de futebol e não a cidade) e colocar embaixo do braço. Agora ajudando, ele está e as vaias foram injustas.

Texto: Carloto Júnior.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:13

Bomba é lançada na sede do PSDB do RS

por Holden, em 25.01.12

A Polícia Civil vai investigar um suposto ataque à sede municipal do PSDB em Porto Alegre.
Segundo o partido, na manhã desta quarta-feira (25), uma bomba incendiária caseira foi jogada em uma casa onde funciona a sede local da sigla, na região central da capital gaúcha.
Houve um princípio de incêndio e uma porta foi danificada. Não houve feridos.

Membros do PSDB gaúcho registraram um boletim de ocorrência em uma delegacia próxima. O partido descarta motivação política na ação. (Folha.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:35



A câmara fedemal irá votar um projeto para a mudança nos nomes dos estados da federação.
A mudança é uma tentativa de adequar o país a "nova" realidade política brasileira.
O novo mapa do Brasil ficará assim.

O mascate

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28

Pág. 1/4





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D