Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




As denuncias que nos chegaram por um e-mail denominado “professorarevoltada”, relatam o estado de um prédio que seria uma escola no povoadoAçaizal, que faz parte da cidade do Itinga do Maranhão.

A escola Hélio Soares, que por ironia leva o nome de um deputadoEstadual do Maranhão, está localizada em um casebre que estão com as paredes rachadas e temsuas instalações totalmente comprometidas, trazendo transtorno e condições sub-humanasàs crianças que estudam naquela escola.

Com a denuncia, que segue com o link onde é possível acessar o siteda FNDE, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, e constatar que no anode 2012 foram destinados mais de 30 mil reais para a conservação do prédio, massegundo o denunciante, esses recursos nunca chegaram para a gestão da escola.


É constante as reclamações dos pais e alunos, que em dias de chuva estãoimpossibilitados de permanecer nas salas de aula em decorrência das goteirasexistentes entre no telhado, que se encontra totalmente esburacado, a madeiraque sustenta o telhado estão rachadas e as paredes estão rachadas, trazendo umagrande risco de acidente para o local, visto que o teto ou as paredes podem caira qualquer momento: “Nós moradores e pais de alunos não aguentamos mais essasituação. Clamamos por ajuda pelo amor de Deus!`` Disse a mãe de um aluno.

O barraco onde funciona a escola é feito de barro, como pode ser comprovado na foto. A cidade de Itinga-MA fica localizada no limite do Estado do Maranhão com o Estado do Pará, na rodovia Belém Brasilia. A prefeita é Vete Botelho, que foi reeleita para seu segundo mandato.



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24


Luis Fernando em mais uma palestra: mesmo “desconhecido”, já chegou a 20%
Uma pesquisa encomendada e divulgada sem muito alarde pela oposição maranhense mostra que o secretário de Infraestrutura Luis Fernando Silva (PMDB) já é uma opção consolidada nas eleições de 2014.
Ele alcança quase 20% das intenções de voto, mesmo sem ainda ter sido oficialmente definido como candidato.
De acordo com o levantamento de um tal Instituto Conceito, publicado no blog de John Cutrim, Luis Fernando registra hoje nada menos que 18,5% das intenções de voto.
Flávio Dino, que está em campanha desde 2010, aparece na liderança, mas agora com 58,6% – já chegou a quase 70%.
Os índices de Luis Fernando são praticamente os mesmos do ministro Edison Lobão (PMDB), outro possível candidato do grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB).
No cenário em que aparece como adversário de Dino, Lobão registra 21%.
grafico 1
O gráfico do cenário com Flavio e Luis Fernando (blog Marrapá)
Levando-se em conta o histórico dos candidatos governistas, os índices de Luis Fernando podem ser considerados excepcionais a esta altura da disputa, faltando ainda 1 ano e seis meses para o pleito.
E é ainda mais significativo para quem é “desconhecido do eleitorado maranhense”, como a própria mídia ligada a Flávio Dino faz questão de apregoar. (Leia aqui)
Para efeito de comparação, em 2002, quando foi definido como candidato, José Reinaldo Tavares (PMDB) registrava apenas 7% dos votos a apenas seis meses da disputa – e já na condição de governador – contra quase 60% de Jackson Lago (PDT).
Mesmo assim, José Reinaldo venceu o pleito  no primeiro turno.
A ascensão de Luis Fernando tem assustado a turma ligada ao candidato do PCdoB, Flavio Dino.
E como mostra a pesquisa do Instituto Conceito, ela tem razões para isso…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:02

VBL: Gestão e indigestão...

por Holden, em 30.03.13

Hoje (30) uma centena de pessoas ficaram aguardando os ônibusda VBL passar para que pudessem chegar até a beira Rio, onde ocorreu a exibiçãoda esquadrilha da fumaça.
Mais uma vez ficou a insatisfação de pais, crianças e até famíliasinteiras que foram cedo para as paradas de ônibus, mas nos sábados os horários disponíveissão reduzidos.

Gestão continua aérea, quer dizer; voando...
Nos Shoppings da cidade, aguardando a grande quantidade depessoas, as empresas permaneceram à posta e venderam e vendem principalmente ovos de páscoa,afinal, é páscoa.

Na VBL, era possível prever a grande quantidade de pessoasque seguiriam para a beira-rio, afinal, tradicionalmente, todas as exibiçõessão assistidas por muita gente, mas ao contrario do Shopping, a VBL não se preparou,mesmo sendo anunciado por vários dias a exibição aérea que ocorreu. - A gestão da VBL continua aérea.

Era possível aproveitando o feriado prolongado e até a reduçãoe folga no quadro de motoristas, a empresa abrir uma exceção e colocar ônibus nos bairros comdestino a beira-Rio e no retorno, como também é comum a grande quantidade decarros e o congestionamento, os ônibus ficariam aguardando nas ruas próximas. Masnão foi possível, e como a apresentação e de somente 1 hora, não deu pra muitagente chegar a tempo. 
- Foi a exibição aérea da VBL.

A falta de uma gestão estratégica e de planejamento na empresa VBL não é dehoje, mas vem de muito tempo. Talvez até não seja por conta do gerenciamento etalvez seja por conta do proprietário. Talvez até seja, mas o importante é que esperar pelo ônibus virou perda de tempo.

O certo é que o problema existe e é corriqueiro,demonstrando que a empresa VBL não consegue evoluir e atender a contento, com visão de mercado, de necessidade e de demanda, parecendo uma TCI, quando a mesma operava amais de 20 anos atrás, totalmente fora da realidade. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Sou negro, pobre e gay...

por Holden, em 30.03.13

...Se bem entendi, foram estas as palavras do boi tangido que foi preso na manifestação contra o deputado Marcos Feliciano.
Bem, após as leis das cotas, eu já nem sei direito quem é negro ou não, pobre e gay vá lá.
Mas o cidadão de estereótipo PTralha chamou o deputado de racista e conseguiu o que queria, tumultuar a sessão, ser preso e acusar a polícia legislativa de truculência.
Todo esse movimento contra Feliciano é jogo de cartas marcadas, estão usando o politicamente correto para abafar tumultuar e manter espaço na imprensa diariamente.
Se o Feliciano sair é a mostra de que a democracia já era, pois uma minoria de 200 ou 300, se tanto, conseguiram calar os votos de mais de 200 mil que elegeram o polêmico deputado.
E os PTralhas sempre disseram que quando Genoíno foi eleito era a vontade soberana do povo, e por enquanto a soberania do povo está ganhando de goleada contra os manifestantes.
O duro mesmo foi ver uma parte dos artistas...os mesmos de sempre, fazendo coro aos bovinamente tangidos contrários ao Feliciano.
Mas, os artistas se preocupam tanto com o país e não dão um pio contra os bandidos que estão na CCJ e continuam deputados?
Eita país de hipócritas!!!

FORÇA FELICIANO!!!
Sua manutenção nos direitos dusmanus é o contra ponto ao bandoleiramente corretos que usam os idiotas para desviarem as atenções.

Ahhh na minha visão, o manifestante preso deveria responder processo por falsidade ideológica. Pobre e gay...até pode ser mas, negro?
E PHOD@-SE!!!

Du blog Mascate

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

O gueto da intolerância...

por Holden, em 29.03.13

mfcdhSe o pastor e deputado federal Marco Feliciano for derrubado de seu posto, começará a ruir também a liberdade de expressão no País – subjugada pela ditadura das minorias organizadas.
A liberdade de expressão no Brasil está com os dias contados. A caçada humana dos ativistas gays contra o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) não coloca em risco apenas a liberdade religiosa (o que já seria grave) — ela pode amordaçar a liberdade de expressão no País, inclusive a liberdade da própria imprensa, que, com raras exceções, também hostiliza o pastor da Assembleia de Deus desde que ele foi eleito, em 7 de março, para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM). O deputado Marco Feliciano está sendo perseguido implacavelmente sob a acusação de ser homofóbico, machista e racista e que, por isso, não poderia presidir a referida comissão. Por esse critério (e com muito mais razão), o deputado José Genoíno (PT-SP) — condenado pelo Supremo — não poderia integrar a Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da Câmara; nem Tiririca (PR-SP), suspeito de analfabetismo, poderia presidir sessões da Comissão de Educação.
A guerra deflagrada contra o deputado Marco Feliciano não se justifica por seus defeitos, que são muitos, mas pela intolerância de seus detratores, inegavelmente fascistas. Para eles, os direitos humanos não derivam da humanidade inerente a cada pessoa, mas da ideologia dos grupos a que pertencem. Dessa forma, se o indivíduo não se enquadra em uma das minorias santificadas pela universidade, como os negros, os gays e os drogados, ele se vê destituído de sua condição humana e pode até ser acusado dos crimes de que é vítima. É o que tem acontecido com Marco Feliciano, acusado de agir ditatorialmente na presidência da comissão, quando ocorre justamente o contrário — ele é que é vítima da truculência de seus adversários, que não o deixam nem mesmo falar, cassando à força, por meio do grito e da baderna, a vontade das 211.855 pessoas que o elegeram. Para se ter uma ideia do que isso representa, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), militante do movimento gay, foi eleito com 13.018 votos.
A mobilização contra o pastor Marco Feliciano não é espontânea, como finge ser. Se a imprensa cumprisse o seu papel e destrinchasse o DNA dos grupelhos que o perseguem, veria que todos eles são mantidos por ONGs, partidos de esquerda, universidades e órgãos públicos. Entre esses grupos, prevalece o que chamo de “militância cruzada” — os mesmos indivíduos se entrecruzam na Marcha das Vadias, na Pedalada Pelada, na Marcha da Maconha, na Luta Antimanicomial, nas Paradas Gays, no Mamaço das Mães e nos diversos “coletivos” de esquerda que infernizam a vida urbana. Como conseguem ter tanta disponibilidade para promover manifestações em horário comercial? Simples: praticamente 100% dos profissionais de passeata desfrutam de alguma forma de financiamento público, direto ou indireto, por meio de bolsas universitárias, subsídios de fundações estrangeiras (como a Fundação Ford), ou de ONGs, sindicatos, conselhos profissionais e partidos políticos. O movimento gay, por exemplo, só existe porque sempre foi cevado, desde o berço, com fartas verbas governamentais, especialmente do Ministério da Saúde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02

Um título a um patife...

por Holden, em 28.03.13

Ele se arvora, na sua TV, o paladino dos fracos e oprimidos, o guardião da Lei, da moral, da ética, da família. Fala de Deus e assume o intangível status de “dono da verdade”, muito embora seu nome, nem seu passado, muito menos seu presente, suas ações, seu comportamento e suas idéias tem a ver com os temas que postula.
No passado, prostituiu mulheres e adolescentes. Para alcançar seu desiderato, também explorou machos e fêmeas...
Como Homem, é abutre, sedento por dinheiro. Qualquer dinheiro... Como gente, é resto humano; como pessoa, é um porco, promíscuo e venal, que vive chafurdando no lixo; como profissional de imprensa, é uma vergonha, uma antítese do jornalismo; como empresário do setor de comunicação, é expert bandido sonegador de tributos...
Sua verdade, mente; sua moral, fede; sua lei, desgraça; sua justiça, é injusta; sua democracia, é àquela do “meu pirão primeiro”; seu amor, é o dinheiro; sua amante predileta, é a propina dos inimigos do povo, que jorra de políticos descarados, que financiam chantagem e orgia com verbas públicas; seu Deus, é o Diabo.
Moribundo, senil e fedorento, palmilhando o caminho do inferno, faltam-lhe, nesses restos dias de uma desgraçada vida de desonra, além dos dentes, pudor, caráter e vergonha na cara.
Paradoxalmente, foi esse patife, desprezível, que um belo dia de verão, pasmem, senhores e senhoras, foi contemplado com o Título de Cidadão Imperatrizense, concedido pela augusta Casa de Leis da nossa cidade.
Que vergonha!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Recuou...

A expectativa da sessao de ontem (terça) ficou por conta do discurso que seria proferidopelo vereador zé carlos, que disse que faria o pedido de cassação do titulo de cidadão imperatrizense do apresentador Conor Farias, mas que foi frustrada por quem esperou.

Zé carlos, com discurso democrático, de que não faria tal coisa contra membros  da imprensa, mas pareceu acuado, ainda não se sabe porque.

Em troca, Conor não mudou o discurso e chamou mais uma vez os vereadores de vendidos e sem moral para pedir seu diploma, e ainda disse: nunca comi e nem dormi em função de diplomas que recebi em função dos meus relevantes serviços prestados a sociedade e desqualificou o titulo que é concedido anualmente pelos legisladores; se quiser pode vir buscar, disse ele.

Ao final desafiou os vereadores afirmando não haver nenhum com coragem para tomar seu diploma e ainda disse; - Eu duvido!

Na sessão de ontem, logo no inicio estava claro que os vereadores não iriam manifestar seu repudio contra as acusações do apresentador e que, aceitando estas, qualquer outro poderá fazer as mesmas acusações usando como base o silêncio dos próprios edis. Ainda não se sabe o porque do silêncio, mas é possível que seja realmente verdade que o Conor tem dito senão a resposta não seria a omissão. Uma coisa é certa, Conor peitou e a câmara silenciou...  (Via ipad/sem correção)


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:31

Em entrevista a TV Capital, o ex-prefeito de João Lisboa, Emiliano Menezes, disse por várias vezes que prestou contas do evento "Lava pratos" do ano passado (2012) e contundente, afirmou que o prefeito Jairo Madeira não faria o evento por outros motivos, mas não por falta de prestação de contas, inclusive, dizendo que faria o evento de qualquer jeito até com os recursos da prefeitura. 

O primeiro documento (imagem 1) monstra que no dia 23 de Janeiro, portanto antes do carnaval, a prefeitura de João Lisboa enviou a Secretaria de Estado da Cultura Oficio solicitando os recursos para a realizando do evento, inclusive relatando os objetivos fins: "promover a cultura e preservar o evento tradicional".  
No segundo documento (imagem 2), a secretaria afirma a impossibilidade da prefeitura obter os recursos por conta da "falta de prestação do ano anterior", portanto, 2012, o ano que Emiliano disse que estava tudo certo.
IMAGEM 1 - CLICK PARA AMPLIAR
jogada_
Desde a campanha, Emiliano Menezes, o ex-prefeito, já sabiaque Jairo Madeira ou qualquer que fosse o prefeito estaria impossibilitado derealizar a festa do “lava pratos”. É exatamente por isso que ele dizia, quesomente ele tinha condições de realizar o evento, lembram?

Até aí diríamos que está tudo bem, agora o problema maior é ver a que estágiochegou o ex-prefeito, ao ponto de taxar toda a sociedade joãolisboense e até osfrequentadores do evento de perfeitos inocentes, pra não dizer idiotas.

Alguém duvida? - Então vamos àquestão:           
Emiliano falou hoje em entrevista a TV capital, que teriaprestado contas do lava pratos do ano passado (2012), não existindo pendênciase que tal prestação de contas não atrapalharia a realização do evento.

* Primeiro_  É muitoestranho acreditar que um ex-prefeito que conduziu um município por 8 anos nãoreconheça as burocracias do cargo e que inexista a impossibilidade de receberrecursos em decorrência da ausência de prestação de contas do ano anterior.

* Segundo_ Dispensar os recursos do Estado para o evento,vindos da Sec. De Cultura, portanto, especifico a cultura, e ao invésdisso usar os recursos do município que poderiam ser direcionados para questõesmais relevantes é, simplesmente, irresponsável, assim como foi o seu governo duranteos 8 anos. - Alguém ainda tem duvidas disso?

IMAGEM 2 - CLICK PARA AMPLIAR
A prova que Emiliano mentiu! É o documento enviado pelasecretaria de Estado da Cultura, afirmando que o município está impossibilitadode receber o recurso (imagem 2).

Já que estamos relatando a quantidade de atitudesinjustificável e manipuladora do ex-gestor, vamos estender um pouco mais:Emiliano disse que 1 milhão de reais ficam na cidade! Para se gastar um milhãode reais, na melhor das hipóteses teria que haver 10 mil pessoas gastando nomínimo 100 reais, sem falar que, somente o lucro permanece, quer dizer, emtorno de 300 mil ou 30% quando o produto é do próprio vendedor, - que no casode eventos deste tipo não são -, o restante volta para as cervejarias eempresas, na sua maioria de Imperatriz.

 Tem lucros e até decerta forma compensatório, a ser disputado com os barraqueiros de outrascidades, que, para uma festa que tem o custo aproximado em torno de 250 mil jáficando claro que não existe nenhuma vantagem extremamente compensatória, comodiz o ex-prefeito.

Se será realizado o evento ou não são outros 500, a questão é que o problema existe e não pode ser desprezado e nem ser usado como motivo de chacotas, como o ex-prefeito tem feito, apresentando a sociedade uma situação que não existe e foge da verdade, tentando desprezar a consciência das pessoas de boa vontade da sua própria cidade e usando fatos inverídicos como se fossem verdade. Isso tudo, da parte de um ex-prefeito, que diz ter preocupação com a cidade não deveria estar ocorrendo, pois Emiliano é o verdadeira culpado do evento ainda não ter ocorrido, no entanto, tenta passar que a culpa não é sua. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:35

Marco Feliciano, não renuncie!

por Holden, em 25.03.13

Mesmo que discordemos dele, não podemos abandoná-lo

Julio Severo
Os supremacistas gays, que se retratam como minoria oprimida e coitadinha, agem como uma maioria tirânica ao exigirem que Marco Feliciano, deputado federal e pastor da Assembleia de Deus, escolhido democraticamente para ser presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados, renuncie.
A CDH sempre esteve majoritariamente nas mãos de petistas, que direcionavam suas preocupações para combater a crítica ao homossexualismo e até aprovar o infame kit gay, cujo objetivo era doutrinar as crianças do Brasil em práticas homossexuais. A CDH sob o PT dava para os supremacistas gays milhões do dinheiro do povo.
Marco Feliciano
A escolha de Feliciano para presidir a CDH traz a esperança de que pela primeira vez o desperdício de rios de dinheiro para farras anais vai parar.
Se Marco Feliciano renunciar, as farras vão continuar.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Ontem, o presidente da Câmara dos Deputados, o evangélico Henrique Eduardo Alves, se reuniu com o líder do Partido Social Cristão (PSC), o partido de Feliciano que é composto por um grande número de evangélicos. A conversa focou na renúncia de Feliciano.
Agora, o presidente da Câmara dos Deputados e o presidente do PSC querem que Feliciano renuncie.
Cristãos covardes exigem que Feliciano imite a covardia deles.
Por toda a internet, cristãos têm criticado Feliciano, até mesmo chamando-o de “herético”. Eles preferem se aliar, conscientemente ou não, aos supremacistas gays e às esquerdas do que apoiar Feliciano. Grandes grupos evangélicos, especialmente de linha protestante tradicional e esquerdista, estão divulgando abaixo-assinados e outras medidas para que Feliciano renuncie.
Os covardes querem que Feliciano imite a covardia deles.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Feliciano pode ter um milhão de defeitos, mas a covardia não é um deles.
Ele pode não ser o homem mais perfeito do mundo, mas ele é um milhão de vezes melhor do que os parlamentares esquerdistas que já ocuparam a presidência da CDH, cujas preocupações envolviam canalizar milhões para os interesses anais dos supremacistas gays.
A deposição de Feliciano da CDH comprovará que a pouca democracia que supúnhamos existir no Brasil é na verdade uma sodomocracia — a tirania dos supremacistas gays.
Se Feliciano cair, todos perdemos, pois a bronca dos supremacistas gays, do PT e das esquerdas evangélicas não é com a pessoa ou com o caráter de Feliciano. A bronca deles é com o Cristianismo e com o testemunho cristão que Feliciano declara ousadamente em público.
É evidente que ele não tem profundo conhecimento de teologia, mas onde se pode achar um cristão disposto a abrir a boca para defender corajosamente a vida e a família diante das barulhentas turbas pró-aborto e pró-sodomia que demonstram ódio ao mínimo sinal de contrariedade às suas exigências?
Se outro cristão com testemunho ousado tivesse sido escolhido para a presidência da CDH, a bronca, a hostilidade e o azedume seriam os mesmos.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Ainda que o PSC e a própria Câmara dos Deputados desamparem Feliciano, o Deus de quem ele dá testemunho público há de guiá-lo nos caminhos da justiça e vitória.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
E mesmo que não disséssemos nada, Deus tem palavras de vitória:
“Sê forte e destemido… Tão-somente sê de fato firme e corajoso, para teres o zelo de agir de acordo com todos os mandamentos da Torá, Lei, que te ordenou Moisés, meu servo. Não te apartes dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que tenhas sucesso em todas as tuas realizações. Que o livro da Torá, Lei, esteja sempre nos teus lábios: medita nele dia e noite, para que tenhas o cuidado de agir em conformidade com tudo que nele está escrito. Deste modo serás vitorioso em todas as tuas empreitadas e alcançarás bom êxito! Ora, não te ordenei: Sê forte e corajoso? Não temas e não te apavores, porquanto Yahweh, o SENHOR teu Deus, está contigo por onde quer que andes!” (Josué 1:6-9 King James Atualizada)
Ser forte e destemido não é fácil.
Não ceder aos inimigos não é fácil.
Dez anos atrás, quando Luiz Mott ordenou a uma igreja batista de Campinas que removesse do site da igreja uma pregação contra o homossexualismo, a igreja cedeu.
Três anos atrás, quando os supremacistas gays exigiram a remoção do site da Universidade Presbiteriana Mackenzie um manifesto presbiteriano contra o PLC 122, a universidade cedeu.
Agora, o PT, o presidente evangélico da Câmara dos Deputados, o presidente do PSC, os supremacistas gays e todas as esquerdas seculares e evangélicas estão exigindo que Feliciano ceda e renuncie.
Se ele fizer isso, ele se juntará à multidão de cristãos covardes que o acusam covardemente.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Envie diretamente a ele um email com seu encorajamento: dep.pastormarcofeliciano@camara.leg.br
Você pode também deixar sua mensagem de encorajamento no Twitter dele: @marcofeliciano

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

Unidade unilateral...

por Holden, em 25.03.13

É cada vezmais desoladora a situação a que o PDT está chegando, historicamente falando.
No registrodas candidaturas que pleiteariam a executiva a ala Brizolista foi impedida deregistrar a candidatura. Tudo preparado por Lupi, o fanfarrão.
A ideia dopartido seria a de unificação e um nome bilateral seria escolhido, através deAlceu colares, mas as condições não foram aceitas pelo atual presidente, queestabeleceu todas as condições e boicote, inclusive chegando a usar a rede PDTe até desqualificando a identidade histórica da outra chapa, denominando-a deanti-chapa. 

Igor Lago,filho de Jackson Lago já admitiu que poderá deixar o partido, outros históricostambém deve fazer o mesmo, assim como ocorreu com Clodomir Paz. 

Igor diz, “ taismanobras formam "um cenário humilhante, profundamente agressivo à históriado partido e à memória de seus fundadores", entreestes seu pai, Jackson Lago”. E anuncia disposição de deixar o partido: "Portanto, quero adiantar avocês que, com a confirmação dessa Convenção e, consequentemente, a manutençãodo status quo de nosso partido, a minha decisão será a de não continuar noPDT", diz Igor Lago em carta publicada na rede social.

A este estágio,ficou clara a continuação da linha imposta pela atual gestão, mesmo que adireção nacional pregue unidade e citam os estados do Maranhão, Rio de Janeiroe Rio Grande Sul como objetos de tais alinhamentos. Mas quais as condiçõesdesta unidade? Quem fazem parte dessa unidade?

O PDT, assim como oPT, no Maranhão, acompanha o pragmatismo, o fisiologismo e o poder a qualquercusto, linhagem usada por Lula e por Lupi e agora também, por Dilma. Restasaber se as negociações e a unidade não incluem o partido na aliança PMDB e PT,negociada pelo presidente fanfarrão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00


O povo de João Lisboa e não o prefeito, reconhece a ineficiênciado ex-prefeito Emiliano, que durante seu ultimo desgoverno diminuiu aquantidade de buracos na cidade, isso porque eram tantos que uns foramemendando nos outros, diminuindo a quantidade. Nos bairros da cidade, Emilianoé visto como um desolador na terra da gameleira.

O cinismo do ex-prefeito é tão grande, que desafiou o atualprefeito a fazer o lava pratos (a festa do connor Farias) se não, o mesmo iriafazer. Imaginem, um ex-prefeito que destruiu uma cidade, pagou por 4 liminarespara voltar para o poder e ainda diz que vai realizar uma festa que a própria populaçãoreconheceu ser um gasto desnecessário.
A licitação da festa já ocorreu e pela primeira vez nahistória da cidade realizada de portas abertas, assim como manda a lei,anteriormente, elas simplesmente ocorriam.

Emiliano, mais conhecido por Eliminar
por ter voltado 4 vezes após ser acusado de improbidade
Foi marcada também a licitação para recuperação das ruas dacidade, que terão; serviço de drenagem, meio fio, sinalização e recapeamentoasfáltica, mais uma licitação de portas abertas. Na semana passada foirealizado a licitação da merenda escolar, onde mais de 5 empresas participaram é ganhou a que a presentou a melhor proposta. Mais uma realizada com as portas abertas.

Jairo Madeira tem trabalhado dentro das leis, para que acidade não tenha que passar novamente por instabilidade política ouimprobidades administrativas, atos que não faltaram no governo do ex-prefeito.Talvez até seja isso que ele queira ensinar.

A dedicação do atual prefeito já recebeu o apoio até mesmodo deputado Federal Chiquinho Escorcio (PMDB) que elogiou a presença de Jairoem São Luis e em audiências com o secretário de Infraestrutura, Luis Fernando.Chiquinho disse em alto em bom som, no bairro Vila Cafeteira em Imperatriz: “EsseJairo Madeira está me surpreendendo e vejo que o senhor tem boas condições defazer um bom governo em João Lisboa, pois tenho visto a sua dedicação poraquela cidade”, finalizou.

É necessário reconhecer que são apenas poucos meses doinicio do governo e que Jairo ainda tem muito tempo para implementar asmudanças pregadas durante a campanha, portanto, não sendo necessário provar nada paraEmiliano, pois o mesmo, a única coisa que teve muita chance de aprender foiesturrar muito fóba e não pagar a conta do VHS.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:37


A proposta é do vereador Zé Carlos e visa moralizar a instituição após as falácias e criticas do apresentador aos vereadores, ocorrido a semana passada.

O pedido deve oficializado na sessão desta terça-feira e deve ser colocado em votação, não se sabe ainda se secreto ou em voto aberto, o importante é que a atitude do vereador coloca a câmara em rota de coalizão mas também de moralização, quanto aos baixos e comprometedores comentários feito pelo apresentador.

Colheita maldita_ 
Naturalmente, em certa idade da nossa vida, qualquer serhumano com o mínimo de censo estaria disposto a construir algo simbólico a suajornada, ou dar continuidade a sua construção de vida; Uma família alicerçada,ou a busca pela união dela, a estabilidade financeira, construir amizadessinceras entre outros.

Cito alguns pontos que, pelo menos ainda, na minha poucaidade e experiência, seria o que buscaria e busco ao longo da minha preciosavida. – Pelo menos ainda acho isso e acredito, que na pior das anormalidades deum ser  humano, ou no manicômio (que nãoexiste mais) até os loucos construíam laços d amizades. Veja as piadas deloucos. O que seria delas sem seu companheiro?!

Bem, mas a minha intenção é realmente citar o caso doapresentador Connor Pires de Farias, que recebeu com surpresa a decisão dovereador Zé Carlos de cassar seu titulo de cidadão imperatrizense. Surpresapelo fato de estar travando uma guerra pessoal com o atual líder do executivo,mesmo que este, por sua vez, não tenha dado a minha a atenção para o apresentador,mas o que motivou o vereador Zé Carlos a tomar tal decisão foi a forma no qualo apresentador  vem tratando asautoridades do legislativo municipal, forma que, para quem conhece o edil, nãohá necessidade nenhuma de ter que relatar por aqui.
Os vereadores de qualquer cidade do país assim comoprefeitos são autoridades e, aliados ou não do prefeito, de conluios ou não,são objetos de respeito, pois são autoridades constituídas e não só por isso,mas porque são autoridades de fato e de direito.

O que temos visto em nossa cidade ao longo de muitos anos éuma jogatina escancarada e manjada, de um apresentador que denigre empresários,famílias, políticos e submete a sociedade aos seus bocejos venosos de extorsãoclara, como se todos fossem obrigados a submeter-se a isso e de certa formasão, pois sempre aceitaram e não se impuseram nas esferas judiciais, sempreaceitando negociar antes do judiciamento ou do julgamento do mérito.

Desde criança vejo esse cidadão extorquindo prefeitos,governadores e candidatos e sempre querendo mais. Hoje, com um patrimônio emtorno de 35 a 50 milhões, não sua maioria não declarado e em nome de terceirosele continua insaciável, mesmo doente e extremamente debilitado, com o seumesmo modo de sempre. Sem construir amizades, história e com a credibilidadedecadente.

Se a iniciativa do vereador Zé Carlos se concretizar. Epoderá, pois já ter o apoio de mais da metade dos outros vereadores, a câmarade Imperatriz não estará cassando um diploma de um apresentador, mas estará seimpondo moralmente, pois o precedente imposto por ele coloca em condição imorale em descrédito toda a classe política e o pior, ao longo dos anos sem ninguémdizer uma só palavra contrária.

Eu, particularmente não acredito que dará em alguma coisa, maso vereador Zé Carlos diz que sua decisão seria irredutível e colocaria emvotação nesta terça-feira a proposta de cassação do titulo de cidadãoimperatrizense do apresentador, mas contudo, eu ainda deixarei meu credito aolegislador, que fará uma boa ação a sociedade como num todo, colocando ascoisas no seu devido lugar.

É  aguardar pra ver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:35


Porto Franco_ Obrasdo programa minha casa Minha Vida devem beneficiar famílias de baixa renda dacidade de Porto Franco, foi o que afirmou o prefeito da cidade, Aderson Marinho,em uma das visitas que são realizadas diariamente para acompanhar a execução das obras.
Porto Franco: 557 casas serão entregue até 2014
As obras tiveraminicio no mês de Fevereiro deste ano e devem estar concluída até 2014, segundoa previsão da construtora. Ao todo serão entregues 557 casas, que devembeneficiar mais de 2 mil pessoas.
As casas estão sendoconstruídas em duas áreas separadas em forma de condomínio. A primeira terá 57unidades habitacionais na Vila Expansão. Serão beneficiadas as famílias quevivem em moradias precárias às margens da Ferrovia Norte Sul, subúrbio de PortoFranco. O investimento é de 3 milhões 77 mil 223 reais e 40 centavos, recursosdo Ministério das Cidades e contra partida da Prefeitura de Porto Franco.
Naoutra parte, na Vila Esperança, próximo ao bairro entroncamento estão sendoconstruídas  500 casas, com investimentos de quase 27 milhões, com recursosdo Ministério das Cidades e também através contra partida da Prefeitura.
Uma das prioridadesdo contrato com a construtora foi feito pelo prefeito Aderson Marinho, que condicionouao contrato que a empresa vencedora da licitação priorizasse a contratação demão de obra local e a aquisição de material também deve ser no comercio local, incentivandoo aumento da geração de emprego e renda na cidade e na região, “Após a entregade mais esse programa habitacional, previsto para o ano que vem, a cidade deporto franco estará excluindo definitivamente a moradia em casa de palha”,afirmou o prefeito Aderson Marinho.
Nardele Oliveira/Holden Arruda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


Acompanhado do secretário de Educação do Município, DavidsonSormane, da Coordenadora Pedagógica Ana Cristina e dos vereadores Maria doSindicato (PSB), Prof. Francimar e o presidente da Câmara Arcanjo Lima, ambosPSDB, o prefeito Jairo Madeira visitou as Escolas Laurentina Pereira Mota,localizada no centro da cidade e a Escola Governadora Roseana Sarney, no bairrocidade Nova.
Jairo Madeira acompanha qualidade da merenda escolar

O objetivo é manter o governo próximo das atividades dassecretarias e de ações básicas desenvolvidas, como as realizadas nas escolaspela pasta da educação, sempre direcionadas para a melhoria do ambienteeducacional, o acompanhamento dos trabalhos de manutenção que estão sendorealizados no sistema elétricos e hidráulicos, como ainda, a melhoria constante na qualidade da merenda escolar queé  servida.

Vereadores prof. Francimar, Maria do Sindicato e Arcanjo
acompanharam a visita...
Na visita, o prefeito Jairo Madeira acompanhou a entrega decarteiras novas para os ensinos infantil e básico que serão estendidas, também,para as escolas da zona Rural. O Secretário de Educação, Davison Sormane,informou que após o final do primeiro semestre de aulas, todas as escolas domunicípio serão reformadas e entregues antes do inicio do segundo semestre doano letivo. A coordenadora pedagógica, Ana Cristina, informou ainda, que sãorealizados programas sócios educativos nas escolas, com uma parceria entre aspastas da Educação e da Saúde. “Reconhecemos a carência que o município possuiem atendimento médico, por isso o prefeito Jairo Madeira aceitou realizar esseprojeto que tem tanto a serventia educacional quanto de prevenção de doençasque podem afetar a saúde da criança”, finalizou.

As duas escolas visitadas nessa oportunidade, ainda dispõemdo Ensino Noturno para Jovens e Adultos (EJA) ao todo são mais de Um mil equinhentos alunos atendidos pelo Município.

Escola Laurentina Pereira Mota será reformada
O prefeito Jairo Madeira, que também é professor, destacou aimportância de uma merenda escolar de qualidade, dos investimentos do executivoaos programas sociais e educacionais para a melhoria sócio-econômica da cidadee da população. “Reconhecemos que somente com uma educação de qualidade, de umambiente confortável de aprendizado será possível evoluir nosso ensinoeducacional, o nível de alfabetização, de formação e naturalmente a condiçãosocial de nossa comunidade”, e finalizou informando que esse tipo de visitaserá permanente e faz parte do acompanhamento das ações de gestão nessegoverno.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:30

Marco Feliciano rejeita renúncia...

por Holden, em 22.03.13

Folha/SÃO PAULO - O deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) afirmou nesta quinta-feira, 21, em entrevista à Rádio Estadão, que não vai renunciar "de maneira alguma" a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.
Por outro lado, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), classificou como "insustentável" a situação do colegiado, que está em guerra desde a eleição do pastor como presidente. Alves prometeu uma solução para o caso até terça-feira. Ele tem cobrado do PSC a saída de Feliciano do cargo, mas o pastor se recusa a renunciar.
"Do jeito que está se tornou insustentável a situação. Eu asseguro que será resolvida até terça-feira da semana que vem", afirmou Alves. Ele disse ainda que o clima de "radicalização" não pode ser aceito na Casa e assumiu a responsabilidade por encontrar uma saída para o impasse. "Agora passou a ser também responsabilidade do presidente da Câmara dos Deputados".
Ao Estado, Feliciano minimizou os protestos dos quais tem sido alvo, que o acusam de ter posturas homofóbicas e intolerantes, e disse representar "mais de 50 milhões de evangélicos diretamente, mais um sem-número de pessoas e de famílias que têm a mesma visão que eu".
Na quarta-feira, 20, o pastor foi alvo de manifestantes teve que deixar o local após oito minutos de sessão. Ele minimizou a presença dos ativistas, a quem definiu como "vinte e poucas pessoas gritando, promovendo bagunça, dizendo que estavam ali para tumultuar" e afirmou que "isso não vai acontecer mais".
Feliciano que é "praxe" o presidente da Comissão se retirar em sessões que promovem audiências públicas e afirmou que a imprensa foi "sensacionalista" ao divulgar o fato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

Pág. 1/5





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D