Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Enquanto o MST promovia invasões pelo País provocando danos ao patrimônio público, o governo bancava estadias do líder do movimento com dinheiro do contribuinte

Por 
Marcelo Rocha/ISTOÉ

Ao longo deste ano, o MST intensificou sua agenda de protestos por todo o País. O principal alvo de críticas foi a política de ajuste fiscal do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Em Brasília, foram ao menos cinco manifestações. Os integrantes do movimento invadiram prédios públicos como as sedes da pasta comandada por Levy, do Ministério da Agricultura e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em alguns casos, houve danos ao patrimônio público. Mesmo assim, de forma inacreditável, o governo federal bancou este ano diárias para que o principal líder do movimento, João Pedro Stédile, participasse de cursos, palestras e ministrasse aulas inaugurais em instituições de ensino federais sobre temas ligadas à terra.

As despesas apareceram registradas em nome de órgãos como o Ministério do Desenvolvimento Agrário ou Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Estão lá também a Secretaria Geral da Presidência da República e universidades federais. Apenas no Portal da Transparência do governo federal há registros de 30 diárias pagas ao líder Sem Terra. Os valores superam R$ 10 mil. A contabilidade oficial mostra, entre outros exemplos, que o líder dos Sem-Terra recebeu em março deste ano o valor equivalente a uma diária para participar de uma entrevista em Brasília para um programa da EBC, canal de TV estatal. No mesmo mês, no chamado Dia Nacional de Lutas, o MST se uniu a outros movimentos sociais para criticar o ajuste fiscal anunciado por Dilma. Na mobilização o grupo também participou de ato em defesa da Petrobras e do mandato da presidente da República.

Em abril do ano passado, além de passagens, Stédile recebeu diárias para fazer um curso de extensão História dos Movimentos Sociais do Brasil e participar do Encontro com Movimentos Sociais no Rio de Janeiro, parte de um programa de educação e qualificação para a prática de Direitos Humanos. O custo foi patrocinado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Meses antes, em janeiro, o líder do MST também recebeu verba federal para viajar a Laranjeiras do Sul, no Paraná, para assistir à aula inaugural do curso interdisciplinar em Educação no Campo. A despesa foi bancada pela Universidade Federal da Fronteira do Sul (Unila).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:54


Pode isso, Arnaldo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:41

Jovem, muito bela, extremamente simpática, e não bastasse isso, a Dra. Angélica Barros ainda apresenta um currículo muito bem conceituado: formada em fisioterapia, pela Faculdade Maurício de Nassau-PE, em 2011 e pós-graduada em Traumato-Ortopedia. Foi durante um estágio em Recife que ela entrou em contato com a área da estética, pela qual ganhou verdadeira paixão instantaneamente. A partir de então começou a fazer cursos especializados na área de Dermato funcional, dentre os quais mais se destacam o do Mestre da Eletroterapia, Jones Agnes e Ludmilla Bonelli, todos com ênfase na gordura localizada, flacidez de pele facial e corporal, celulite, rugas e marcas de expressão.

Há quatro anos estabelecida no mercado regional, Dra. Angélica, que já conta em média 150 atendimentos mensais, oferece um serviço bastante dinâmico e facilitado, pelo fato de se mobilizar entre as várias cidades da região, sem que o cliente necessite se deslocar até Imperatriz para realizar determinado atendimento. Essa comodidade oferecida tem cativado cada vez mais clientes, que se sentem confortáveis e seguros quanto ao trabalho extremamente profissional, especializado e responsável prestado pela Dra.

Atualmente, o procedimento mais procurado pelas mulheres e por um público cada vez mais crescente de homens é a CRIOLIPÓLISE, última tecnologia no combate à gordura localizada, que consiste no uso de um aparelho que, colocado na superfície da pele, faz com que as células de gordura sejam congeladas e naturalmente eliminadas pelo sistema linfático após alguns dias. O procedimento ganha cada vez mais adeptos pelo fato de não ser tão invasivo, como uma cirurgia, e ter um resultado rápido, certo, prolongado e bastante acessível financeiramente.

Em um breve contato, pode-se perceber o quanto a afinidade, o compromisso e o profissionalismo determina o diferencial desta especialista, pois, mesmo diante do grande sucesso da criolipólise, a Dra. demonstra toda honestidade e responsabilidade no momento da avaliação de seu cliente, indicando sempre o procedimento mais adequado conforme a necessidade específica de cada um.

Além de ser compete e comprometida, Dra. Angélica Barros transmite ainda

uma visão inovadora sobre as técnicas de beleza, buscando sempre as melhores tecnologias e capacitações no ramo. Sobre isso, ela afirma que o seu trabalho se torna ainda mais gratificante a cada cliente satisfeito; a cada autoestima recuperada; a cada pessoa que, ao ficar bem com o seu próprio corpo, reconquista a alegria de viver bem consigo mesmo. Destre os casos mais emocionantes, relata o de uma madrinha de casamento que, faltando mais ou menos um mês para a cerimônia, recorre à CRIOLIPÓLISE para caber no vestido cuidadosamente escolhido. Tão surpresos ficam os convidados quando, ao lado da noiva, se apresenta a madrinha, esbelta, deslumbrante e imensamente feliz com o resultado do procedimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:08


A deputada estadual Valéria Macedo (PDT) promoveu nesta quinta-feira (26), mais uma audiência pública que debateu a regulamentação da jornada de trabalho da enfermagem em 30 horas semanais, piso salarial e a realização do grande concurso público na área da saúde para garantir a valorização da categoria.

Participaram da mesa, Heraldo Moreira (secretário adjunto de assuntos jurídicos) representando o secretário estadual de saúde, Marcos Pacheco; Rose Sales (vereadora de São Luís), Nadia Mattos (Presidente do Coren-MA), Luis Fernando Bogea (presidente da Aben), Ana Lea Coelho (Presidente da Força Sindical do Maranhão); Cleinaldo Lopes (presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Maranhão); Marilia Valente (representando a UFMA); Keila Passos (representando o CEUMA); Lena Maria (coordenadora do curso de enfermagem da UFMA), Renato Silva (coordenador do Instituto Sou Enfermagem) e Tereza Raquel (Chefe do departamento de enfermagem do hospital universitário).

Todos os representantes dos segmentos citados, bem como alguns membros da sociedade civil, clamaram pela continuidade da luta em busca da realização de um concurso público, da instituição de uma carreira para a área da saúde, pela instituição da carga horária de 30 horas semanais para a enfermagem e pela fixação de um piso salarial no estado. 

A reunião aconteceu no auditório Fernando Falcão, na Assembléia Legislativa do Maranhão e foi transmitida ao vivo. Contou com a participação de diversas autoridades da área.

Durante a audiência, Valéria Macedo listou os pontos que, segunda ela, deveriam ser debatidos. “Hoje é um dia muito importante para a nossa categoria profissional, para a demais categorias da área da saúde e para a população em geral, pois na busca por dignidade aos profissionais da saúde discutiremos hoje três temas fundamentais: a realização de um concurso público pelo estado, a instituição de um piso salarial e a fixação de uma jornada de trabalho de 30 para profissionais da enfermagem.

"A efetiva implantação de um quadro de servidores públicos civis profissionais, selecionados por concurso público, atacando a precarização das relações de trabalho e a descontinuidade e baixa qualidade dos serviços de saúde em grande medida por ausência de política de estado permanente, com quadros próprios, em carreiras, como ocorre noutras áreas como Educação e Segurança Pública", afirmou Valéria Macedo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:57


A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, por decisão judicial, em favor do governo do Estado, foi iniciada a liberação dos recursos bloqueados do Instituto Cidadania e Natureza (ICN). Assim, os grupos médicos deverão ser pagos na medida em que forem apresentadas suas respectivas notas de serviços diretamente na Secretaria-Adjunta de Assistência à Saúde.

Sobre as rescisões contratuais dos funcionários do ICN que não lograram êxito no seletivo n° 02/2015, realizado pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), as verbas rescisórias já foram repassadas para a conta do ICN, responsável legal pelo vínculo trabalhista.

Porém, por meio da Procuradoria Geral do Estado, está marcada uma audiência para o dia 1º de dezembro no Ministério Público do Trabalho (MPT) e a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para os pagamentos rescisórios dos 700 funcionários da Rede Estadual de Saúde, já demitidos pelo ICN das seguintes unidades: Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen/MA), Central de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), Unidade Mista do Maiobão e Hospital Presidente Vargas.

A SES reitera que todas as medidas já estão sendo executadas para que nenhum trabalhar da saúde do Estado seja prejudicado pela mudança de instituto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Imagem do dia: Senador do PT é PRESO!

por Holden, em 26.11.15


Republica do Pixuleco: 13 senadores votaram contra a prisão do Senador e líder do governo Dilma.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25


O Vereador Professor Adonilson(PCdoB) destacou as ações importantes da Secretaria de Infraestrutura do Estado com o investimento de mais de R$ 1 bilhão de reais em recuperação e pavimentação asfáltica em mais de cem municípios maranhenses.

Adonilson argumentou que enquanto o país passa por um período de retração econômica o Governo Flávio Dino segue firme gerando renda e empregos com investimentos que proporcionam a melhoria acentuada da qualidade de vida da população.

O professor Adonilson fez questão de frisar que administrar o Maranhão é um desafio dado a situação deixada pelo governo anterior e a recente descoberta de um desvio de mais de R$ 1 bilhão e 200 milhões de reais na área da Saúde investigado pela Polícia Federal. “Esta foi a herança do governo anterior, uma dívida de mais de 1 bilhão e 300 milhões de reais que somada ao desvio da corrupção ultrapassa a quantia de R$ 2 bilhões e meio, uma agressão ao povo maranhense”, disse o vereador 

Competência

Para Adonilson a sensibilidade e a competência do Governador Flávio Dino ao escolher o nome de Clayton Noleto para a Secretaria de Infraestrutura foi o reconhecimento a uma Região Tocantina que clamou pela mudança que enfim chegou à população. “Imperatriz e cidades da Região Tocantina começam a colher os frutos de ações firmes na Infraestrutura que colocam a população como protagonista do governo da mudança”, desabafou Adonilson acrescentando que além das ações de infraestrutura Clayton Noleto tem sido o porta-voz incansável de inúmeros outras demandas que têm encontrado vez e voz no Palácio dos Leões.

Ações

Segundo o vereador entre a liberação da primeira etapa que já foi concluída restabelecendo o tráfego de avenidas importantes em Imperatriz e a segunda etapa do Programa Mais Asfalto, a cidade terá mais de R$ 25 milhões de reais investidos que ao final da execução terão pavimentado mais de 60 km de ruas. “Nós já tivemos quase 20 km recuperados e em breve mais 40 km, executados por um Secretário de Infraestrutura conhecedor das demandas e realidades da nossa região, e mais, com muita vontade de trabalhar”

Adonilson também destacou os mais de 60 milhões de reais investidos na recuperação e pavimentação das rodovias estaduais da Região Sul do Maranhão a exemplo da lendária estrada do arroz, a MA-335 que liga Porto Franco a São João do Paraíso, a MA-275 que liga Sítio Novo a Santana. “As obras facilitam o tráfego e o escoamento da safra agrícola na região fazendo a ligação das rodovias estaduais com a BR-010 que estavam em condições precárias”. 

(Mozart Magalhães)



   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38


A Deputada ValériaMacedo (PDT) apresentou hoje (24/11) indicação na Assembleia Legislativa doestado ao Governador Flávio Dino e ao Presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB),José Artur Cabral Marques, solicitando destes a implementação da  política social do passe livre de transporteurbano para estudantes do ensino fundamental, médio e superior nos municípiosde Imperatriz e São Luís.

Valéria diz que omunicípio de Imperatriz vive um caos no transporte público desde 05 de setembrode 2015, quando a empresa Viação Branca do Leste – VBL paralisou os serviços detransporte, sob a justificativa da falta de fiscalização dos demais meios detransportes no município e também por falta de pagamento da compra de valetransporte para seus servidores, no caso do Município de Imperatriz.

E mais: que o problemaem Imperatriz passa por um desequilíbrio na equação econômico-financeiro dosserviços, agravada, evidentemente, pelos problemas decorrentes do setor, dentreos quais aponta: a desregulamentação dos demais meios de transportes comotaxi-lotação, veículos particulares, moto taxi sem permissão, vans emicro-ônibus particulares.

A deputada fundamentousua indicação ainda na Emenda Constitucional n.º 90, de 15 de Setembro de 2015,que dá nova redação ao art. 6.º da Constituição Federal de 1988, paraintroduzir o transporte como direito social.

Disse ainda que “emalguns Estados, as capitais como, por exemplo, Macapá, no Estado do Amapá, SãoPaulo, Capital, Teresina, PI, dentre outras, a administração pública estadualimplantou esse importante direito social ao transporte público, especificamentepara os estudantes do nível básico a universidade”.

“Acho muito difícilessa disputa de mercado entre concessionárias e os demais meios de transporte,e o pior é que quem sofre é a população que fica sem o transporte de ônibus e,por isso mesmo, uma solução factível seria o estado assumir o transporte dosestudantes oficialmente”.

A falta nas escolas emImperatriz já são relevantes em decorrência do problema do transporte, o quedemanda uma solução imediata. Finalizou dizendo que pelos levantamentos que fezjunto a empresas da Região Tocantina o custo médio mensal do passe livre para oEstado seria cerca de 150 mil por mês, com o mérito de beneficiar direta ouindiretamente cerca de 40 mil pessoas, sendo que a execução da política socialdo passe livre pode se dar em parceria com as Prefeituras de Imperatriz e deSão Luís, mediante convênio de repasse mensal por parte do Estado.

         

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:00

Está guardado nas carceragens do 3º Batalhão da Policia Militar em Imperatriz, desde as primeiras horas da manhã de hoje (24), o diretor da OSCIP Bem Viver, Emilio Borges Resende, até então foragido da justiça federal por denuncias de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro. 

Emilio, seria o proprietário da OSCIP Bem Viver, e um dos operadores de um esquema que pode ter desviado recursos destinados pelo Ministério da Saúde, ao fundo Estadual de Saúde do Maranhão, além dele, a OSCIP ICN também é investigada no mesmo esquema que culminou com a onda de prisões da Policia Federal através da operação batizada de Sermão dos Peixes.

Informações ainda preliminares confirmaram que a prisão ocorreu após a apresentação espontânea de Emilio, que foi acompanhado por um advogado de Minas Gerais. Informações que o operador teria tentado vários habeas corpus, mas a justiça teria negado.

Daqui a pouco traremos mais informações sobre a prisão de Emilio Borges, operador da Bem Viver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:19

Apóso debate travado para o aumento da transparência nos gastos públicos e aatualização permanente do portal da transparência no município de João Lisboa,ficou provado através da nota dada pela CGU (controladoria Geral da União).  anecessidade da gestão municipal priorizar a informações que são de domínio público.  

Empostagem divulgada aqui (reveja) um grupo de pessoas ligadas à sociedadejoãolisboense pede que a transparência seja feita como determina a lei que regulamenta a transparência publica.

O municípiode João Lisboa recebeu nota "0" (zero) no que pela CGU nO índice que mede o grau de transparênciapública em estados e municípios brasileiros quanto ao cumprimento às normas daLei de Acesso à Informação (LAI), colocando a cidade numa relaçãogigantesca divulgada recentemente sobre a transparência com os recursos públicos.Ainda no inicio da gestão Jairo Madeira, foi assinado um termo de compromissocom o MP Ministério Publico e a Justiça local para que essas informações fossemde fácil acesso publico, ou simplesmente, divulgada no portal da transparência, o que conota um certo habito de não cumprir "acordos".


Segundoo Secretário de Governo, Evilásio Seledor, “o portal da Transparência está noar a muito tempo” e questionou os dados informando que esta avaliação teriasido feita antes da adesão do município ao E-SIC, mas, segundo o próprio portalda transparência a nova pesquisa teria iniciado em Abril, portanto, a 8 mesesdo que o secretário chamou de “... a muito tempo”.

Lei nº 12.527/2011 regulamenta o direito constitucional de acesso às informações públicas. Essa norma entrou em vigor em 16 de maio de 2012 e criou mecanismos que possibilitam, a qualquer pessoa, física ou jurídica, sem necessidade de apresentar motivo, o recebimento de informações públicas dos órgãos e entidades.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:29


O PSDB, através de sua militância,já pode se contar vitoriosa após os últimos eventos do partido, estesrealizados em dois momentos pela linha de frente de quem defende a candidaturado Dr. Daniel Sousa e a outra, promovida mais pelas forças externas ao partido,comandada pelo também pré-candidato Esmeradson de Pinho.

Se a decisão do prefeitoMadeira estivesse entre confiança e a militância, está mais que provado que aescolha de Daniel Sousa era praticamente inevitável. 

Também contam a sua altavisibilidade e ascensão social que tem sido projetada a partir de seu trabalhona Secretaria de Regularização Fundiária. Por outro lado, o grupo liderado peloex-controlador Cândido Madeira, que ainda tem a secretária Mirian Reis comoapoiadora, aguardam ansiosamente a ascensão eleitoral de Esmeradson. SegundoCandim, “o critério para a escolha de Madeira deveria ser o democrático dentrodo próprio partido”, defende ele. A decisão, no entanto, deve mesmo pesar, se ocandidato for mesmo do PSDB, pelo convencimento de Madeira, visto que o partidonão tende a desgastar-se em eventos que divida a militância. Com a liderançaque Madeira dispõe no grupo, qualquer que seja o candidato, facilmente toda a militânciao seguirá, o exemplo foi a falida candidatura de Luis Fernando e depois oapoio ao então candidato comunista Flavio Dino, até então, o ultimo voto de um tucano. Ao certo Madeira não entrará em nenhumjogo suicida, o que as pesquisas deve retratar em tempo a decisão que serátomada por ele.


Incluindo os dois cenárioshoje expostos pelos dois pretensos, está mais que evidente que dificilmenteMadeira optará por outro nome que não seja o que mais expresse confiança econdições de conduzir a cidade com determinação e foco pelos próximos 4 anos.Apesar dos desejos, discursos, sonhos e mega-produções, a confiança deve ser ‘ofiel’ da decisão de Sebastião Madeira. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23


Não restam duvidas que o fim do kirchnerismo é o inicio do processo de endireitamento da politica e dos comandos políticos da América do Sul, ou, para os mais conservadores, o MERCORSUL atualmente chamada de UNASUL, deve seguir o rumo certo, trocando a esquerda pela direita.

Comum nos governos de esquerda, o fim da era Kishner também deixará um legado econômico desastroso e atraso administrativo que passa hoje a Argentina, ao mesmo tempo em que a esquerdopatia que atingiu durante um período alguns países da América do Sul, também anuncia  o momento de estancar o sangramento do descontrole e manipulação dos dados que são contabilizados pelo governo e informado ao mundo.

O novo presidente, Mauricio Macri, agora recebe a difícil missão de reorganizar o país sem credito e caloteiro, mas com reais chances de se realocar no cenário politico e econômico.
O cenário era cada vez mais propicio a mudança, mas a surpresa comprovada nas urnas também surpreende o tamanho do desgaste do governo da esquerda argentina, quando mais de 60% decidiram pela renovação.Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os 
Siga @Estadao no TwitterAssine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
Siga @Estadao no Twitter

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:50


No Maranhão, o grupo Difusora, de propriedade do Senador Edson Lobão e a TV Mirante, no qual tem o Deputado Federal Sarney Filho como sócio, podem ter suas outorgas suspensas. Isso poderá ocorrer se a Procuradoria Geral da Republica acatar uma ação do Ministério Publico Federal que pede o cumprimento de uma lei federal. 

Segundo a Folha de S. Paulo, o Ministério Público Federal deverá desencadear ações, por meio de suas sedes estaduais, contra 32 deputados federais e oito senadores que figuram nos registros oficiais como sócios de emissoras de rádio ou TV pelo País. Com base no artigo 54 da Constituição Federal, que proíbe congressistas de “firmar ou manter contrato com empresa concessionária de serviço público”, a Procuradoria Geral da República pedirá a suspensão das concessões e condenação que obrigue a União a licitar novamente o serviço e se abster de conceder novas outorgas aos citados, acrescenta a notícia.

Se confirmada, a iniciativa investe contra uma das mais escandalosas práticas de tráfico de influência explícito, que afronta a lei e o decoro, que é o tráfico de influência nas concessões de rádio e TV, tradicionalmente utilizadas como instrumento de barganha política. Não por acaso, como cita a Folha de S. Paulo, entre os alvos da iniciativa inédita - lançada com aval do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e coautoria do Coletivo Intervozes -, figuram alguns dos mais influentes políticos do país, como os senadores Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, Edison Lobão (PMDB-MA), José Agripino Maia (DEM-RN), Fernando Collor de Mello (PTB-AL), Jader Barbalho (PMDB-PA) e Tasso Jereissati (PSDB-CE). Na Câmara, devem ser citados deputados como Sarney Filho (PV-MA), Elcione Barbalho (PMDB-PA), ex-mulher de Jader Barbalho e mãe do ministro dos Portos, Helder Barbalho, Rodrigo de Castro (PSDB-MG) e Rubens Bueno (PR), líder do PPS na Casa.

Segundo ainda revela a Folha de S. Paulo, dos 40 congressistas que constam como sócios de rádios ou TVs, sete creem que a legislação permite esse tipo de participação, desde que eles não exerçam funções administrativas nas emissoras. Essa opinião, acrescenta o jornal, foi manifestada por Baleia Rossi (PMDB-SP), Fernando Collor (PTB-AL), Gonzaga Patriota (PSB-PE), João Henrique Caldas (SD-AL), João Rodrigues (PSD-SC), Ricardo Barros (PR-PR) e Victor Mendes (PV-MA). "O ordenamento jurídico permite [ser sócio]. Não exercendo direção, não há vedamento legal", declarou João Henrique Caldas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:31


A Deputada Estadual Valeria Macedo foi surpreendida na noite de ontem (21) pela noticia do assassinato brutal do locutor Roberto Lago. Em nota, a parlamentar demonstrou sua indignação e pediu providencias do Estado para a solução do crime. Leia a nota abaixo: 

NOTA DE PESAR

Ontem, por volta das 22h, fui surpreendida aqui em São Luís por uma notícia muito triste: que ORISLANDIO TIMÓTEO ARAÚJO, mais conhecido como “Roberto Lano”, fora alvejado por tiros nas proximidades do “pé-de-amêndoa”, no centro de Buriticupu, na noite deste sábado, e que estava morto. O corpo está no IML em Imperatriz em procedimento de liberação. 

No ano passado eu e Marco Aurélio Gonzaga conhecemos Roberto, ele prestou serviços de locução para nosso grupo. Era uma pessoa alegre, extrovertida, de bem com a vida, pacífica e ótimo locutor. Não tenho nenhuma notícia de que Roberto tenha tido algum envolvimento com violência. 

A última notícia que tenho dele foi ele mesmo que passou para meu marido. Roberto disse por telefone que “tudo estava indo muito bem em Buriticupú, e que uma boate que montou lá tinha estava dando certo, e chegou a informar que estava ganhando um bom dinheiro com o negócio”. Chegou ainda a informar que na campanha de ano de 2016 iria trabalhar provavelmente para a Deputada Francisca Primo em Buriticupu, pois já havia trabalhado para o ex-prefeito
Primo, com quem tinha ótima relações”. 

Sirvo-me da presente para prestar nossa solidariedade a toda a família de Roberto Lano, especialmente sua mãe e filhos e todos os parentes e amigos, rogando a Deus que cubra de bênçãos a família enlutada e que acolha Roberto num bom lugar. Para mim muita tristeza e indignação com a violência que tem atingido as pessoas no Maranhão, pobres, ricos, públicas ou cidadãos comuns, de que é exemplo este assassinato. 

Ao mesmo tempo peço de público atenção especial aos aparelhos da Secretaria de Segurança Pública do Estado que envidem todos os esforços no sentido de elucidar este crime e punir os culpados.

VALÉRIA MACEDO

Deputada Estadual (PDT)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:46

marcosGilberto Léda_
O advogado Marcos Lobo, desabafou ontem por meio de seu perfil, em rede social, após o colega Thiago Diaz ter confirmado vitória sobre a advogada Valéria Lauande na eleição da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Maranhão.
Para Lobo, a vitória de Diaz acabou com um ciclo de mais de uma década e com um modelo “casta-político-eleitoral” que reinava na OAB.
Ele afirmou que considerava o órgão, sob a atual gestão, um “cartório”, que servia apenas para arrecadar dinheiro e realizar o registro de alteração societária e que havia sido transformado num “clube dos escolhidos dos conselheiros-donos”.
“É verdade que nunca precisei da OAB para absolutamente nada, mas não gostava que o meu dinheiro e de tantos outros advogados fossem usados em proveito de uma, repita-se, ‘casta-político-eleitoral’”, disse num trecho.
Abaixo, a íntegra do desabafo do advogado.
RENOVAÇÃO NA OAB
Hoje aconteceu as eleições na OAB/MA e o resultado foi a vitória do grupo de oposição ao modelo “casta-político-eleitoral” que foi implantado na OAB desde o ano de 2005.
Desde este período travo uma luta contra essas práticas e outras mais espúrias das quais fui vítima e contra as quais sempre reagi.
Também desde muito tempo a OAB, Nacional e seccionais, deixou de cumprir os seus fundamentos e objetivos constitucionais e legais.
Da minha parte, desde 2005, a OAB/MA não passou de um “cartório” (para realizar registro de alteração societária, renovação de carteira etc.) e de arrecadadora do meu dinheiro para pagar a anuidade.
Nestes últimos 10 (dez) anos frequento a OAB/MA apenas para atos “cartorários” e para votar, neste último caso para não pagar a multa, que é uma outra forma de se apropriar do meu dinheiro para alimentar esse modelo que transformou a OAB num clube dos escolhidos dos conselheiros-donos da OAB.
A OAB/MA até a posse da nova diretória continuará a ser o que tem sido nos últimos 10 anos: um nada para a democracia e para a advocacia, muito para os seus atuais ocupantes e, desgraçadamente, inimiga de advogado que combate a degeneração da OAB.
É verdade que nunca precisei da OAB para absolutamente nada, mas não gostava que o meu dinheiro e de tantos outros advogados fossem usados em proveito de uma, repita-se, “casta-político-eleitoral”.
A renovação traz esperança, sobretudo se jogar no lixo as práticas dos últimos 10 anos.
Parabéns para os advogados que decidiram pela renovação.
Da nova diretoria espero que arranque as bandeiras político-partidárias da OAB/MA, e não as substituam por outras de outros partidos, e, pelo menos, cumpram o Estatuto da Ordem.
Só isso será, não uma renovação, mas uma revolução.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:18

Pág. 1/3





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D